Liga

Pepa saiu em defesa da massa associativa na questão do invasor

Pepa saiu em defesa da massa associativa na questão do invasor

Treinador diz que o comportamento do invasor do jogo com o F. C. Porto não reflete a identidade dos sócios do clube vitoriano.

Pepa, treinador do Vitória de Guimarães, saiu em defesa da massa associativa vitoriana, horas depois de um adepto ter entrado em campo, nos minutos finais da partida com o F.C. Porto, numa tentativa de agredir Rochinha e Geny Catamo.

Após ter abordado a questão no final do jogo na sala de imprensa, o responsável técnico dos minhotos, nas últimas horas e através das redes sociais, foi claro na abordagem ao momento insólito registado dentro das quatro linhas. "Paixão não é Desrespeito! O comportamento daquela pessoa que invadiu o relvado nada tem a ver com o vitoriano que vibra, apoia e engrandece este clube a cada jogo! A esses que dão tudo por nós desde a bancada, o meu muito obrigado e seguimos juntos até ao fim", escreveu, na sua página do Facebook.

PUB

O Comando Distrital da Polícia de Segurança Pública de Braga confirmou, em nota às redações, a detenção do indivíduo, de 43 anos, por invasão ao recinto de jogo, e de dois cidadãos, de 25 e 29 anos, respetivamente, por agressões a polícias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG