Futebol

Pepe continua com um "friozinho na barriga" apesar dos 111 jogos por Portugal

Pepe continua com um "friozinho na barriga" apesar dos 111 jogos por Portugal

O central afirmou, este sábado, que apesar dos 37 anos e das 111 internacionalizações, continua a sentir "sempre um "friozinho na barriga" quando atua pela seleção portuguesa e rejeita fazer planos sobre um possível abandono.

"Sei a idade que tenho, mas também sei o que posso dar e o mais importante para mim é sempre o próximo jogo. Nunca se sabe o futuro. Nós jogadores estamos sujeitos a várias situações. Por isso, estou sempre focado no próximo jogo e em honrar a nossa camisola", afirmou Pepe.

"Não vai ser só nesse jogo. Eu sinto sempre um friozinho na barriga quando entro em campo para defender a nossa seleção", confessou.

Pepe, que na última quarta-feira, no particular com a Espanha (0-0), passou a ser o defesa mais internacional de sempre pela seleção portuguesa, considerou ainda que o futuro de Portugal está assegurado com uma nova geração de "grandes jogadores".

"Fico feliz por isso, por ver que Portugal tem grandes jogadores jovens que podem dar o contributo à seleção nacional", concluiu.

Portugal defronta no domingo a França, naquele que será o regresso dos campeões europeus ao Stade de France, após o histórico triunfo de 2016, na final do Europeu, num embate entre os dois primeiros classificados do Grupo 3.

No agrupamento da Liga A, lusos e franceses somam seis pontos, com a formação das 'quinas' a ter vantagem na diferença de golos, enquanto Suécia e Croácia seguem com zero.

PUB

A equipa de Fernando Santos iniciou a janela de jogos de outubro na quarta-feira, com um empate a zero frente à Espanha, num Estádio José Alvalade, em Lisboa, que teve direito a 2.500 adeptos nas bancadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG