O Jogo ao Vivo

Futebol

Pepe e a parceria com Felipe: "Acho que é inveja"

Pepe e a parceria com Felipe: "Acho que é inveja"

Pepe revelou esta quarta-feira os motivos que o fizeram regressar ao F. C. Porto e salientou que as críticas que têm sido feitas à dupla que faz com Felipe no eixo da defesa são "inveja".

"Quis reviver os três anos que passei aqui e sentir novamente o que é a mística do F. C. Porto. Foi um clube que me projetou para o futebol mundial. Sentia que deveria dar o meu contributo a esta equipa. Quando soube que tinha a possibilidade de voltar para o F. C. Porto, foi sempre a minha opção. Deixei bem claro que esperaria pelo F. C. Porto até ao último segundo, e graças a Deus pude concretizar esse sonho de regressar", começou por revelar o brasileiro em entrevista à revista "Dragões", contando que não foi "fácil" regressar ao Estádio do Dragão enquanto adversário.

"Eu não estava preparado mentalmente para defrontar um clube que me deu praticamente tudo, que me fez ser jogador, deu-me a visibilidade que eu tenho hoje no futebol e projetou-me para a seleção nacional. Ter que enfrentar o F. C. Porto no Estádio do Dragão foi muito difícil, mas eu tinha de ser profissional. Por maior que seja o amor que eu tenho pelo F. C. Porto, tinha que demonstrar o meu profissionalismo ao serviço do Besiktas. Foi difícil", disse, abordando ainda as críticas que têm sido feitas à dupla Pepe/Felipe no eixo da defesa.

"Eu acho que é inveja. Hoje em dia o futebol tem muitas câmaras, que podem estar focadas em cada lance. Quando se vai ver, a realidade é completamente diferente. É verdade é que nós, centrais, não podemos falhar, não podemos perder uma bola dividida. Temos a nossa intensidade. Se o adversário não põe a mesma intensidade que nós nos lances, não é culpa nossa. Nós somos uns privilegiados por termos essa capacidade e essa garra e determinação para podermos encarar os lances para vencer e evitar golos na nossa baliza, que é o trabalho dos defesas", concluiu.

Outros Artigos Recomendados