Todo-o-terreno

Peterhansel vence Dakar pela 14.ª vez

Peterhansel vence Dakar pela 14.ª vez

O francês Stéphane Peterhansel (Mini) conquistou esta sexta-feira, pela 14.ª vez na carreira, o rali Dakar de todo-o-terreno, após a 12.ª e última etapa da categoria de carros da 43.ª edição da prova, vencida pelo espanhol Carlos Sainz (Mini).

O piloto madrileno concluiu os 225 quilómetros cronometrados em 2:17.33 horas, deixando o catari Nasser Al-Attyiah (Toyota) em segundo, a 2.13 minutos, com Peterhansel a ser o terceiro classificado, a 2.53 minutos.

Peterhansel, que vencera as edições de 1991, 1992, 1993, 1995, 1997 e 1998 em motas, somou este triunfo em carros aos já conseguidos nos anos de 2004, 2005, 2007, 2012, 2013, 2016 e 2017, concluindo a prova em 44:27.11 horas, menos 14.51 minutos do que Al-Attyiah, que foi segundo, apesar de ter vencido seis etapas.

Com o sucesso de hoje, Sainz somou três triunfos em etapas, apesar de a luta com o saudita Yazeed Al-Rajhi (Toyota) ter-se desenrolado quase até ao fim.

A 50 quilómetros da meta, o espanhol tinha uma vantagem de apenas 15 segundos, mas o piloto da Arábia Saudita partiu o motor do seu Toyota nos quilómetros finais e atrasou-se irremediavelmente.

O lituano Benediktas Vanagas (Toyota), que tem por navegador o português Filipe Palmeiro, concluiu a tirada de hoje em 21.º, enquanto o leiriense Ricardo Porém (Borgward) foi 25.º, a 27.30 minutos do vencedor.

PUB

Na geral, Vanagas e Palmeiro terminaram em 12.º lugar, ao passo que Porém, antigo campeão nacional de todo-o-terreno, foi 20.º, a 8:13.12 horas.

Nos veículos ligeiros (SSV), a vitória coube, pela segunda vez, ao chileno Lopez Contardo (Can-Am).

Lourenço Rosa foi o melhor português, ao concluir a prova na 15.ª posição, a 7:10.11 horas do vencedor. Rui Carneiro (Can-Am) foi 26.º, a 11:35.58 horas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG