Futebol

Petit: "Espero a equipa mais difícil que vamos apanhar no campeonato"

Petit: "Espero a equipa mais difícil que vamos apanhar no campeonato"

O treinador Petit considerou, esta quarta-feira, o F. C. Porto como "a equipa mais difícil" que o Belenenses SAD vai defrontar na Liga, devido à "sua forma de jogar", em antevisão ao jogo da 17.ª jornada.

"Espero a equipa mais difícil que vamos apanhar no campeonato, pela sua forma de jogar. É uma equipa com processos bem definidos, com intensidade no último terço, com agressividade na pressão alta, que faz muitos golos em roubos de bola e em transições rápidas. Vamos mostrar aos jogadores onde o F. C. Porto é mais forte e onde tem algumas dificuldades, para tentarmos explorar", analisou.

O Belenenses SAD apenas chegou na terça-feira à noite dos Açores, onde perdeu com o Santa Clara, por 2-0, num jogo em que os lisboetas não foram "tão consistentes", nem a equipa que Petit esperava, mas o técnico aponta à recuperação anímica e física perante um conjunto que não sofre golos há três rondas.

"Vamos analisar como os jogadores se sentem, em termos de fadiga, e montar o jogo de amanhã [quinta-feira], complicado, onde temos de estar no nosso melhor em termos de concentração, de exigência máxima, de intensidade e agressividade e saber os momentos do jogo", sublinhou.

Os dragões não vão poder contar com Otávio, devido a lesão, mas Petit afirmou que, apesar de o médio brasileiro ser "um jogador fantástico" e "fundamental nas dinâmicas" de Sérgio Conceição, o F. C. Porto "tem um plantel com várias soluções" e vai entrar com "onze jogadores fortes", admitindo que o Belenenses SAD também irá alterar alguns elementos.

Tomás Ribeiro esteve perto de reforçar o Vitória de Guimarães, mas o negócio falhou e o jovem defesa central retornou ao grupo, com Petit a garantir que "estará no jogo" se "estiver em condições mentais", abordando igualmente o mercado, em que não recebeu nenhum jogador, apesar das poucas soluções atacantes.

"É público que, desde o início da época, precisávamos de jogadores para a frente diferentes dos que temos, mas não chegou ninguém. Vai ser difícil, não temos muitas soluções para a frente, alguns abaixo dos 20 anos, mas temos de tirar o melhor partido deles e fazê-los crescer", frisou.

PUB

O relvado do Estádio Nacional causa preocupação, mas Petit alertou que "não serve de desculpa" e que "é igual para as duas equipas", pois o Belenenses SAD também não trabalha no campo principal, mas sim no secundário, "que está ainda em piores condições".

"É a nossa casa e devíamos conhecer bem o nosso espaço. Quando estamos em casa, na cama, queremos ir à cozinha e não precisamos de ligar a luz, sabemos o caminho, mas se eu for dormir a tua casa, tenho de ligar a luz, pode haver algum móvel", comparou, em relação ao facto de a equipa não conseguir "tirar o melhor rendimento durante os jogos".

O Belenenses SAD, 14.º classificado, com 15 pontos, recebe na quinta-feira o F. C. Porto, segundo, com 38, no Estádio Nacional, em Oeiras, a partir das 19 horas, em jogo da 17.ª jornada da Liga, com arbitragem de Fábio Veríssimo, de Leiria.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG