JN Direto/Entrevista exclusiva

Pinto da Costa: "A Juventus não teve sorte"

Pinto da Costa: "A Juventus não teve sorte"

No dia do lançamento do projeto JN Direto, o presidente do F. C. Porto deu uma entrevista exclusiva ao nosso jornal.

Pinto da Costa abordou os temas principais da atualidade dos dragões, lembrando que a aposta na formação é para continuar e garantindo que acredita que a equipa de Nuno Espírito Santo tem todas as condições para ser campeã nacional. O JN resume o essencial da entrevista.

Momento atual do F. C. Porto
"Com tudo o que aconteceu nas primeiras jornadas do campeonato e na Taça de Portugal, estamos no segundo lugar do campeonato e nos oitavos de final da Champions League. Por isso, tenho de considerar que estamos muito mais perto do topo. O que diremos de outros que não estão na Europa e atrás de nós no campeonato? É mau quando o golo não aparece, mas péssimo é quando não se criam oportunidades. O treinador sempre garantiu que os golos iam acabar por acontecer. Se tudo correr de forma natural, acredito que podemos ser campeões. Quando nos saiu o Roma, no play-off da Champions, disse 'coitado do Roma' e toda a gente se riu e fomos lá ganhar 3-0. Agora, digo que a Juventus não teve sorte".

Eliminação da Taça de Portugal
"Parece uma prova destinada aos clubes da capital. Toda a gente viu e, pela primeira vez, senti unidade, inclusive dos responsáveis, que estava a ser demais. O que aconteceu em Chaves foi uma vergonha para o futebol. O presidente da A. F. Porto disse que foi para pôr o F. C. Porto fora da Taça, para que a associação [AFP] não recebesse os 5% a que teria direito se um clube chegasse à final. Se for Sporting, Benfica ou Belenenses ao Jamor, a A. F. Lisboa recebe 10%. O que podemos fazer mais? Um colaborador do F. C. Porto escreveu verdade e fomos ameaçados com processos e inquéritos por escrever que o árbitro tinha sido uma vergonha".

Relação com Nuno Espírito Santo
"Estou satisfeito. A equipa joga bem e cria muitas oportunidades. A chegada do Nuno Espírito Santo ao F. C. Porto foi completamente diferente do Julen Lopetegui, apesar de serem ambos representados pelo Jorge Mendes. Tenho uma grande relação com Nuno. Foi meu jogador, foi a minha escolha, claro que com o acordo da administração. Há uma relação de amizade, mas cada um tem o seu lugar no clube".

Situação de Julen Lopetegui
"Não, não mantenho qualquer relação, nem voltei a falar com ele. Ainda custa algum dinheiro ao F. C. Porto. Quando decidimos que estava na altura de sair, ele respondeu que não havia qualquer problema, mas para falamos com o advogado com ele, mas nunca apareceu. Tínhamos de pagar enquanto não tivesse emprego, mas, agora, ele deve ser o selecionador mais mal pago do Mundo, porque só ganha 250 mil euros por ano e nós temos de pagar o que sobre até perto de um milhão. Não há ninguém que consiga um selecionador por apenas 250 mil euros".

Saída de Antero Henrique da SAD
"Mantenho excelentes relações com o Antero. A razão da sua saída? Têm de lhe perguntar a ele. O que ele me disse não vou revelar, mas autorizo-o a ele a revelar. Continua a ser o representante do F. C. Porto na Liga. Se o Antero pode ser o meu sucessor na presidência? Se tiver as quotas em dia pode, como podem mais 50 mil sócios do F. C. Porto".

Sucessão na presidência
"Pela ordem natural das coisas, é natural que este seja o meu último mandato, mas não me preocupa nada, porque o F. C. Porto não é uma monarquia. O F. C. Porto tem um presidente que depende dos sócios e não só porque quer ser. Eu já disse muitas vezes que queria sair e não aparecia ninguém para a eleição. Só depois das eleições é que voltam a acordar. Isso, como disse em AG; é uma cobardia. Se se querem assumir, que é tempo de mudar, que se levantem e assumam".

Prejuízo da SAD e Adrián López
"Tenho confiança absoluta no futuro. Vieram cá os homens da UEFA, que fizeram os maiores elogios ao trabalho de recuperação que o F. C. Porto está a fazer. Estamos a procurar evitar contratações de jogadores. Caro não é o jogador que joga. Caro é aquele que custa muito e não joga. Até dou um exemplo: não tenho culpa que o Lopetegui e Jorge Mendes tenham posto aqui o Adrián López. Da forma como Lopetegui falava dele, até pensei que era o Maradona. Custou 12 milhões por 60% e o Jorge Mendes garantiu que o vendia pelo mesmo preço, mesmo que não jogasse. Eu acreditei nas pessoas".

Alexandre Pinto da Costa e FootbalLeaks
"Para ser franco, não estou a acompanhar. É um problema que não me preocupa. Foi a empresa do Alexandre que colocou o Rolando no Marselha. Além de deixarmos de pagar quase um milhão em salários, ainda recebemos cerca de mais um milhão. Se ele recebeu de mais alguém, a mim não me interessa nada. O F. C. Porto livrou-se de um salário grande e de um jogador que estava a mais. A mim não me interessa nada se o empresário é meu filho, primo, sogro, genro, amigo ou inimigo. Se o negocio for bom para o F. C. Porto eu faço, se não for não faço. O Leaks descobriu o Oblak, o Ronaldo, o Mendes e a capa do Expresso era o meu filho. Estou orgulhoso dele, porque deve ser muito importante para fazer capa do Expresso, só por receber duas comissões, que não sei se recebeu ou não. As pessoas caem no ridículo. Há milhões de euros em causa, com Oblaks, Ronaldos e Mourinhos e a notícia é o Alexandre Pinto da Costa. Faz-me pena".

O que falta fazer no F. C. Porto
"Quando assumi a presidência, só prometi dar o meu melhor no dia a dia. Nunca prometi um titulo e como é obvio não vou prometer. Queria um centro de treinos para jovens, estamos em conversações com a Câmara Municipal da Maia. Não podem os ter uma equipa B construída com base em nigerianos, etc, etc. Vamos tentar, mas não é uma promessa".

Ler mais na edição impressa ou na versão epaper