F. C. Porto

Pinto da Costa: "A Supertaça é a demonstração do valor do plantel e do treinador"

Pinto da Costa: "A Supertaça é a demonstração do valor do plantel e do treinador"

O capitão Pepe, juntamente com Sérgio Oliveira e o treinador Sérgio Conceição, entregaram na tarde desta segunda-feira a Supertaça Cândido de Oliveira ao Museu do F. C. Porto, numa cerimónia que contou com a presença do presidente Pinto da Costa.

O novo troféu amealhado na passada quarta-feira, após o triunfo sobre o Benfica, por 2-0, foi colocado em exibição entre os alusivos à conquista do campeonato e da Taça de Portugal.

"Esta 22.ª Supertaça conquistada pelo F. C. Porto, que é um número superior às ganhas por todos os outros clubes juntos, é a demonstração do querer, da vontade e do valor do nosso plantel e do nosso treinador. Depois de teremos ganho o campeonato e vencido a Taça, parece que seria óbvio que sendo os primeiros nas duas provas que no tira-teimas confirmássemos essa mais-valia", começou por salientar o dirigente máximo azul e branco, que esta segunda-feira comemora 83 anos.

E prosseguiu: "Assim foi, fruto do grande trabalho que tem sido feito, numa altura difícil para o país, sobretudo para o futebol, porque em muitos outros setores ainda vão tendo público que motive os artistas, e neste caso os artistas são os jogadores. Isto só é possível pelo valor de todos, pela dedicação e pelo espírito de equipa e de verdadeira família que existe no F. C. Porto e, nomeadamente, no futebol".

"Para muitos este é o troféu já nem sabem quantos, como para o Pepe, que ganhou muitas coisas, o Sérgio Também. Sei que é o quinto como treinador do Sérgio Conceição, sei que não é o último e sei que é aquele com que todos nós muito vibramos. E vibrámos porque estávamos convencidos que esta época íamos ser arrasados e estávamos receosos quando soubemos a data desta final de que íamos sofrer um vexame muito grande. Mas, quem tem Sérgio Conceição, quem tem este plantel, tem tudo. E esse tudo está traduzido na 22.ª Supertaça", frisou Pinto da Costa.

O presidente dos dragões dirigiu depois o discurso para o treinador: "Sérgio, muitos parabéns, sabes que para além de uma amizade até aqui fraterna, tenho uma grande admiração pelo teu trabalho, da mesma forma que os capitães aqui presentes, que conheço há muitos anos e que há muitos anos nos dão provas de amor ao F. C. Porto, são a garantia de que este não será o último troféu desta época".

E finalizou: "Desejo-vos as maiores felicidades e quero dizer-vos que não só eu, mas toda a administração e direção, estamos de alma e coração, formando uma equipa para levar o F. C. Porto às vitórias. É essa a nossa vontade, é esse o nosso desejo, são esses os motivos porque temos muito orgulho em te ter como treinador e em vos ter a vós como capitães da equipa".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG