Desporto

Pinto da Costa considera "escandalosa" a arbitragem na Luz

Pinto da Costa considera "escandalosa" a arbitragem na Luz

Quatro dias depois do clássico, o F. C. Porto criticou, pela voz de Pinto da Costa, a arbitragem de Artur Soares Dias, classificando-a de "escandalosa e inacreditável". A confiança em Paulo Fonseca é "absoluta"...

Em entrevista ao Porto Canal, Pinto da Costa afirmou, esta quinta-feira, que o F. C. Porto foi prejudicado no jogo de domingo passado com o Benfica, referindo-se a dois penáltis por marcar e a um lance cortado a Jackson Martínez quando este seguia isolado para a baliza das águias.

"Tentaram branquear uma arbitragem escandalosa e inacreditável. Se fosse ao contrário, Deus me livre... Não acredito que Soares Dias seja desonesto, mas não tem condições para voltar a apitar jogos do F. C. Porto", afirmou o presidente do clube azul e branco, recordando que os dragões já tinham perdido pontos no Estoril devido a erros do árbitro Rui Silva.

O dirigente portista admitiu que houve um penálti de Mangala que também não foi assinalado, mas considera que esse erro "não teve influência no resultado" porque o Benfica marcou no canto que se seguiu. "O jogo foi fraco. O Benfica fez dois golos legais, beneficiando de dois erros defensivos do F. C. Porto, mas tivemos uma boa reação e mesmo com 10 jogámos de igual para igual", acrescentou Pinto da Costa, concordando com Paulo Fonseca, que mostrou total confiança no título apesar do desaire no Estádio da Luz.

"Mal de nós se o treinador ou os jogadores não acreditassem. Basta ver o que aconteceu nas últimas épocas", referiu, agradado com o trabalho do técnico: "A confiança em Paulo Fonseca é absolita. Se a época acabasse hoje, teria renovado ontem com ele. Não o posso responsabilizar por não termos passado na Champions, porque houve muito azar à mistura em quase todos os jogos".

Pinto da Costa revelou ainda que pretende renovar o contrato de Lucho González, apesar de o argentino ter dito que quer esperar para ver como se sente no fim da temporada, a exemplo do que fez com Helton, e disse que a situação de Fernando, que termina em junho o vínculo com o F. C. Porto não o preocupa: "Essa situação está salvaguardada, após conversas que tivemos com o próprio jogador e o seu empresário.

O presidente da SAD criticou a postura da Liga de Clubes, dizendo que Mário Figueiredo é o "coveiro" da instituição, embora não seja o principal responsável pela situação atual: "Quem "matou" a Liga, foi Fernando Gomes, pelas atitudes que tomou antes de passar para a FPF".

Outras Notícias