FCP

Pinto da Costa enfrentou e acalmou adeptos no Dragão

Pinto da Costa enfrentou e acalmou adeptos no Dragão

O presidente apelou este sábado à calma e à serenidade numa conversa com os adeptos que aguardaram a chegada da equipa do F. C. Porto ao Estádio do Dragão, após a eliminação da Taça de Portugal.

Depois de a equipa do F. C. Porto chegar ao Estádio do Dragão, onde os ânimos estiveram muito exaltados por causa da eliminação da Taça de Portugal, Pinto da Costa enfrentou cerca de 200 adeptos que se concentraram à porta do recinto para insultar os jogadores e pedir a demissão do treinador Vítor Pereira.

O presidente saiu do estádio e dirigiu-se aos simpatizantes, sendo imediatamente rodeado por todos aqueles que se mostravam indignados pela má exibição diante da Académica (3-0), em Coimbra. Em tom sereno, apelou à calma, argumentando que "muita gente quer escândalo" e pediu compreensão pelo mau momento. "Deixem-nos trabalhar", disse o líder portista, que explicou estar ali a conversar com os adeptos "por consideração".

A reacção foi de satisfação pela atitude do presidente, que abandonou o local sob aplausos e cânticos "Pinto da Costa, olé". Depois, muitos deles desmobilizaram até por causa da chuva e do frio.

As imediações do Estádio do Dragão estiveram fortemente vigiadas por elementos do corpo de intervenção da PSP que garantiram a segurança quando chegou o autocarro ao recinto. Ainda foram lançadas duas tochas, mas não atingiram o veículo.

Outras Notícias