FCP

Pinto da Costa está "completamente confiante"

Pinto da Costa está "completamente confiante"

À chegada à SIC para uma entrevista, Pinto da Costa reiterou que o FC Porto vai recorrer da decisão da UEFA de afastar o clube por um ano da Liga dos Campeões e mostrou-se confiante por o assunto deixar de ser tratado “por uma clubite” e estar entregue a especialistas. "Vamos estar na Liga dos Campeões", garantiu já em estúdio.

O presidente do FC Porto mostrou-se "completamente confiante" no recurso à Comissão de Apelo da UEFA. "Que estejam serenos porque vamos recorrer e, a partir de agora, todas essas questões que têm sido tratadas dentro de uma 'clubite' vão passar a ser realmente analisadas por 'experts' de Direito e estamos completamente confiantes. Quando se tem a consciência tranquila a gente sente-se sempre bem", disse.

Esta foi a primeira reacção pública de Pinto da Costa, depois de ser conhecida a decisão do Comité de Controlo e Disciplina da UEFA. “A minha grande preocupação são os portistas e o FC Porto”, começou por dizer à chegada às instalações da televisão em Carnaxide.

“Quero agradecer pelas mensagens de apoio que tenho recebido”, acrescentou, referindo no seu tom característico que até teve de apagar algumas do telemóvel dada a quantidade.

Já em estúdio, em entrevista no Jornal da Noite, Pinto da Costa responsabilizou João Leal, director do departamento jurídico da FPF e responsável pelo fax enviado à UEFA a esclarecer sobre o envolvimento do clube no processo Apito Final, no qual foi disciplinarmente punido com a perda de seis pontos na classificação geral da Liga. “Já esperávamos esta decisão pela maneira como as coisas foram comunicadas” à UEFA, disse.

“Estamos absolutamente convencidos que vamos estar na Liga dos Campeões este ano”, frisou, acrescentando que o FC Porto foi “condenado por factos de 2003/2004 com base em escutas e declarações de uma senhora que se contradisse várias vezes”.

“Se não fossemos à Liga dos Campeões teríamos menos seis milhões de euros de receitas” mas, garantiu, isso “não altera nada no meu plano para a equipa nem nos resultados positivos” que o clube irá apresentar de futuro.

PUB

E sobre a possível desmotivação dos jogadores, caso a decisão da UEFA se confirme e o FC Porto seja afastado da Liga dos Campeões? Pinto da Costa foi claro: "garanto que não ficam. Hoje recebi provas da vontade dos jogadores de lutar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG