Desporto

Pinto da Costa questiona se Scolari também vai ser acusado de agressão

Pinto da Costa questiona se Scolari também vai ser acusado de agressão

O F. C. Porto não reage à notícia de que o Ministério Público acusou cinco jogadores do clube de agressão a dois seguranças, no túnel da Luz, em Dezembro de 2009, após o dérbi entre águias e dragões. As penas vão de multa a cinco anos de prisão. Pinto da Costa ironizou e lembrou o caso da agressão de Scolari a um adversário, que ficou apenas pela justiça desportiva.

O presidente do F. C. Porto, Pinto da Costa, reagiu com ironia à notícia, avançada esta terça-feira, segundo a qual o Ministério Público deduziu acusações contra Hulk, Sapunaru, Fucile, Christian Rodriguez e Helton pelas agressões a dois seguranças no túnel do Estádio da Luz, a 20 de Dezembro de 2009.

"Ainda estou para ver se vão investigar também o Scolari", ironizou o presidente da F. C. Porto SAD, lembrando a agressão do então seleccionador ao jogador sérvio Dragutinovic, em Setembro de 2008.

"O que mais me impressionou foi ver no jornal uma declaração de António Barreto a dizer que Portugal pode acabar enquanto país. Não tenho dúvidas de que isso vai acontecer", disse Pinto da Costa desvalorizando a notícia da acusação aos futebolistas do F. C. Porto.

"Não vou comentar isso. Vou aguardar serenamente", acrescentou, em declarações à TSF, em Copenhaga, capital da Dinamarca, onde está para acompanhar a selecção nacional no decisivo jogo desta terça-feira.

A declaração de Pinto da Costa está em consonância com a posição oficial do clube, que fez saber, ao JN, que não vai comentar a notícia.

Ao que o JN apurou, o processo não chegou ainda à fase de instrução, durante a qual o tribunal vai ouvir a acusação, os arguidos e eventuais testemunhas para decidir se o caso vai a julgamento ou se é arquivado.

PUB

No documento da acusação, a que o "Correio da Manhã" teve acesso, foi dado como provado que os jogadores agrediram os seguranças Ricardo Silva e Sandro Correia no final do encontro Benfica-FC Porto, que terminou com a vitória "encarnada", por 1-0.

Sapunaru, acusado de dois crimes, pode ser punido com uma pena que vai de multa a cinco anos de prisão enquanto os restantes, acusados de um crime, incorrem numa pena que vai de multa até três anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG