F. C. Porto

Pinto da Costa recorda caso da suspensão de Hulk em 2009-10

Pinto da Costa recorda caso da suspensão de Hulk em 2009-10

No programa "Ironias do Destino", o presidente do F. C. Porto, Pinto da Costa, recordou o caso que levou à suspensão de Hulk e Sapunaru na temporada 2009/10.

Ambos os jogadores ficaram de fora durante os meses cruciais da época, numa altura em que o brasileiro era figura de proa dos dragões. Num Benfica-F. C. Porto, a 20 de dezembro de 2009, registaram-se incidentes entre jogadores das duas equipas no túnel de acesso aos balneários, com seguranças do Estádio da Luz igualmente envolvidos, sendo que cinco elementos do plantel azul e branco foram mesmo acusados pelo Ministério Público.

A Comissão Disciplinar da Liga decidiu, então, suspender Hulk por quatro meses e o romeno Cristian Sapunaru por seis.

Pinto da Costa não guarda boas memórias deste caso, utilizando palavras duras para se referir ao incidente. "Chamar polémico a este caso é ser muito simpático. O caso do túnel da Luz foi a maior vergonha da história do futebol português. Houve uma montagem para provocar uma zaragata. Terminado o processo, Hulk foi castigado com três jogos, já depois de ter cumprido 17... Aquilo que hoje é decidido de forma célere demorou o tempo suficiente para que o Hulk cumprisse 17 jogos. Polémico não é o termo. É vergonha. Esse senhor, mais os responsáveis da Liga, entre os quais o senhor Hermínio Loureiro, estão ligados à maior vergonha do futebol português", disse o presidente dos dragões.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG