O Jogo ao Vivo

Pinto da Costa

Pinto da Costa sugere análise aos penáltis de Duarte Gomes na Luz

Pinto da Costa sugere análise aos penáltis de Duarte Gomes na Luz

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, insurgiu-se, sábado, no final do jogo com o Marítimo contra o árbitro Duarte Gomes, de Lisboa, questionando o facto de este não ter assinalado uma grande penalidade sobre Belluschi.

Pinto da Costa recordou ainda os três castigos máximos assinalados pelo mesmo árbitro no jogo Benfica-Vitória de Guimarães e na "grande penalidade fantasma marcada sobre Otamendi no jogo do apagão da última época".

"Peço apenas que passem as imagens e sem comentários", sustentou Pinto da Costa, acrescentando que, se Duarte Gomes, "que estava em cima da jogada, não viu o lance que envolveu Belluschi, então não tem condições para arbitrar, porque vê mal".

O presidente portista defendeu ainda que, aproveitando o ambiente que se vive em torno da eleição da nova direcção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), se devia pensar a sério na profissionalização dos árbitros.

O dirigente portista sustenta que a profissionalização da classe, que viria colocar cobro a questões como conflito de interesses e incompatibilidades, só viria de encontro à defesa e protecção dos árbitros.

Questionado sobre se as arbitragens têm influenciado o decorrer do presente campeonato, Pinto da Costa recordou, a título de exemplo, o empate do Benfica em Barcelos (2-2), frente ao Gil Vicente.

Pinto da Costa referiu ainda que gostou da atitude da equipa com o Marítimo, considerando que "foi um jogo em que o FC Porto dominou totalmente frente a uma equipa que defendeu com unhas e dentes".

PUB

O presidente questionou ainda algumas notícias vindas a publico que, no seu entender, não têm qualquer fundamento, como as que dão conta do interesse de alegados clubes nos jogadores portistas.

"Uma alegada proposta de quatro milhões de euros por Fredy Guarin, como chegou a ser adiantada, não dava sequer para levar alguns dos nossos jogadores juniores", acrescentou.

Pinto da Costa desmistificou ainda o incidente de Cristian Rodriguez com o treinador Vítor Pereira, dando como melhor exemplo a resposta dada pelo jogador hoje em campo, coroada com um golo.

Quanto à abertura do mercado de inverno, Pinto da Costa assegurou que não irá sair nenhum jogador que o treinador considera nuclear, pelo que o nome de Álvaro Pereira não faz qualquer sentido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG