Brasil

Pipocas e algodão doce: Leila Pereira é a primeira mulher presidente do Palmeiras

Pipocas e algodão doce: Leila Pereira é a primeira mulher presidente do Palmeiras

Leila Pereira foi a primeira mulher da história a tornar-se presidente do Palmeiras, clube brasileiro. Na campanha, ofereceu pipocas e algodão doce aos votantes e prometeu uma equipa vitoriosa.

Leila Pereira venceu no sábado as eleições para a presidência do Palmeiras, substituindo Mauricio Galiotte. A presidente da CREFISA (empresa de crédito pessoal que patrocina o clube) recolheu, como única candidata, 1897 votos num total de 2141 sócios que exerceram o direito de voto.

"É um honra enorme, histórico! Em 107 anos, hoje foi eleita uma mulher. Pode ser um exemplo para todas as pessoas determinadas. Eu sempre soube o que quero e onde quero chegar, é um orgulho muito grande", disse aos jornalistas. Leila Pereira fez história, tornando-se na primeira mulher a ser presidente do Palmeiras.

"Quando tu sabes o que queres e onde queres chegar, não existem limites. Mulheres do meu Brasil e do Mundo: nós podemos o que quisermos!", revelou. A mulher de 57 anos explicou que não acredita que o Palmeiras é um clube machista, caso contrário, "não teria as votações que tive". "Nunca ninguém teve mais votos que eu, sempre confiaram em mim e sou mulher".

Leila Pereira abordou o aspeto desportivo do Palmeiras, referindo que o principal objetivo é "lutar por uma equipa vitoriosa". "Outro pilar importante é a proximidade do adepto e equipa. Oferecendo condições para assistir aos jogos, comprar equipamentos e estar próximo do clube".

Um dos aspetos carismáticos da campanha, foi a forma como Leila Pereira "adocicou" a intenção de voto dos sócios.

PUB

Abel Ferreira, treinador português que orienta o Palmeiras, deu um voto de força a Leila Pereira. "Quero desejar a maior sorte do mundo, que possa continuar com o ciclo de vitórias. Sempre tive uma relação de respeito e amizade com os presidentes, ela é a pessoa certa no lugar certo pois vem com muita vontade de vencer", explicou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG