O Jogo ao Vivo

Futebol

Plantel do Académico de Viseu reage: "Há jogadores mais profissionais do que outros?"

Plantel do Académico de Viseu reage: "Há jogadores mais profissionais do que outros?"

O plantel do Ac. Viseu, da LigaPro, juntou-se a uma só voz para "manifestar o seu desagrado e indignação perante todas as decisões dos órgãos que gerem" o futebol português, nomeadamente a Federação Portuguesa de Futebol e Liga Portugal, devido à decisão que impede que o campeonato do segundo escalão seja concluído em campo.

Nesta terça-feira, pouco depois do fim da reunião com a entidade presidida por Pedro Proença, que decretou as subidas de Nacional e Farense e as descidas de Cova da Piedade e Casa Pia, o plantel viseense emitiu um comunicado onde, entre outras coisas, questiona: "Será que há jogadores mais profissionais do que outros?".

Recorde-se que a decisão de concluir a Liga e encerrar a LigaPro até é governamental, o que levantou outra questão ao plantel do Ac. Viseu: "Será que foi uma decisão pensada sobre as condições de saúde/sanitárias ou somente a nível político/económico?".

Leia agora o comunicado na íntegra:

"O plantel do Académico de Viseu FC vem manifestar o seu desagrado e indignação perante todas as decisões dos órgãos que gerem o nosso futebol (FPF e Liga Portugal), depois de estes terem decidido que o nosso campeonato não teria condições para terminar.

A discriminação é um comportamento contra o qual lutamos todos os dias para que deixe de existir, nós enquanto seres humanos e profissionais dedicados à nossa profissão que tanto nos apaixona e na qual lutámos para chegar a este patamar, sentimos que esse comportamento afetou todos os jogadores da Liga Pro.

Deixamos aqui algumas questões que julgamos pertinentes e de fácil resposta.

PUB

Será que há jogadores mais profissionais que outros?

Será que nesta altura não seria possível todos nós nos unirmos e fazermos com a verdade desportiva fosse transversal a todos os campeonatos profissionais?

Será que foi uma decisão pensada sobre as condições de saúde/sanitárias ou somente a nível político/económico?

Será que as verbas que agora vão ser distribuídas pelos clubes da LigaPro não serviriam para dar condições e acabarmos o campeonato de forma tão segura quanto os clubes da Liga NOS?

Tantas e tantas perguntas que estariam por fazer nesta altura, mas o mais importante somos nós! Sim porque serão sempre os jogadores aqueles que dentro do campo fazem com que este desporto seja apaixonante e vibrante, seremos sempre nós jogadores os maiores protagonistas e nunca outros.

Sempre fomos nós que demos e iremos dar sempre a cara por tudo neste desporto, treinamos diariamente por um futebol competitivo alegre e que os adeptos se revejam, muitas vezes não conseguimos os resultados desejados e erramos.

Errar é humano, mas esperamos que este erro cometido por um conjunto de pessoas não custe caro a este desporto que apaixona o nosso país. Disputamos a meia-final da Taça de Portugal com o primeiro classificado da liga "mais profissional" e pouco ou nada nos sentimos inferiores dentro de campo, onde em muitos momentos do jogo até fomos superiores, no entanto, neste momento sentimos uma inferioridade imensa que não controlamos porque não depende de nós.

Com isto tudo, queremos dizer que esta pandemia podia servir para melhorar as relações entre todos os profissionais, equilibrar a balança e valorizar todos os clubes para com isso tornar o nosso futebol mais justo e apelativo...Mas este desfecho vai contra um principio que deveria ser intocável, IGUALDADE!

Plantel Académico de Viseu FC"

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG