Desporto

Polícia deteve quatro adeptos da Roma descontentes com resultados

Polícia deteve quatro adeptos da Roma descontentes com resultados

A polícia deteve sábado quatro adeptos da AS Roma descontentes com os últimos resultados da equipa, que se manifestavam diante do centro de treinos do clube, da Série A italiana de futebol.

Um dos adeptos foi detido após ter arremessado um petardo e outro depois de ter agredido um polícia, tendo as forças da ordem respondido com o lançamento de gás lacrimogéneo.

Cerca de 200 adeptos gritaram "slogans" hostis à equipa de futebol, depois de esta ter perdido os três últimos jogos.

Em oitavo lugar no campeonato italiano, a 13 pontos do líder AC Milan, a AS Roma comprometeu igualmente o seu futuro na Liga dos Campeões na quarta-feira, ao perder em casa por 3-2 com os ucranianos do Shakhtar Donetsk, na primeira mão dos oitavos de final.

Questionado sobre a manifestação de desagrado dos adeptos, o treinador Claudio Ranieri disse "compreender a sua decepção", mas sublinhou que "a deveriam manifestar de forma pacífica e ordeira".

Apesar de rejeitar o cenário da sua demissão, Ranieri afirmou ainda: "É normal que se [os adeptos] queixem, pois há duas semanas que somamos más exibições e derrotas".

Na véspera de a AS Roma se deslocar ao terreno do Génova, na qual actuam os internacionais portugueses Eduardo e Miguel Veloso, em jogo da 26ª jornada da Série A italiana, Ranieri só admite "sair da no final da época", tanto mais que diz adorar desafios.