Liga dos Campeões

Pontaria portuguesa no triunfo do F. C. Porto sobre o Olympiacos

Pontaria portuguesa no triunfo do F. C. Porto sobre o Olympiacos

Dois golos portugueses, de Fábio Vieira e Sérgio Oliveira, ambos formados no Olival, garantiram três pontos ao F. C. Porto, esta terça-feira, no duelo com o Olympiacos, da segunda jornada do grupo C da Champions. Foi a vitória 100 dos azuis e brancos na Taça/Liga dos Campeões, registo muito celebrado pelos mais de três mil adeptos que assistiram ao jogo nas bancadas do Estádio do Dragão.

O capitão do Olympiakos erra um passe em zona proibida e deixa a bola em Sérgio Oliveira. O médio portista cruzou, Cissé fez um corte imperfeito e, no coração da área, com o pé esquerdo, Fábio Vieira atirou a contar. 1-0. Estavam decorridos 11 minutos de jogo.

Foi o primeiro golo, ao segundo jogo, do criativo, de 20 anos, na Liga dos Campeões. Fábio Vieira foi aposta de Sérgio Conceição no pós-confinamento e, esta época, manteve-se na equipa principal, embora mantenha o contrato que tinha quando era jogador da equipa B, na primeira metade da época passada. Ainda em 2019/20, marcou dois golos pelo F. C. Porto, um de livre direto e outro de penálti. Neste jogo da Liga dos Campeões fez o primeiro de bola corrida na equipa principal, revelando-se decisivo para o encaixe de 2,7 milhões de euros, que os dragões vão receber da UEFA como prémio pela vitória. São números que já justificam a renovação do contrato, sobretudo agora que já brilhou no principal palco de clubes da UEFA e que, por esse motivo, pode suscitar a cobiça dos clubes mais endinheirados do Velho Continente.

Fábio Vieira, contudo, já tinha sido substituído quando, perto do final da partida (85 m), Sérgio Oliveira ampliou a vantagem, de cabeça, a cruzamento de Marega. Foi o terceiro golo, esta época, do médio internacional português, o que o deixa isolado na liderança dos melhores marcadores do plantel portista.

Este jogo ficou ainda marcado pelo jogo número 100 de Pepe na Liga dos Campeões. O defesa do F. C. Porto tornou-se no terceiro internacional português a atingir essa barreira, depois de Figo (103) e, claro, Cristiano Ronaldo (170). Dos 100 jogos de Pepe na Champions, seis foram pelo Besiktas, 71 pelo Real Madrid e 23 pelo F. C. Porto.

PUB

Refira-se que a equipa grega de Pedro Martins entrou com dois portugueses no onze, José Sá e Rúben Semedo, sendo que durante a segunda parte foram lançados Bruma, Rúben Vinagre e Pêpê Rodrigues.

No outro jogo do grupo, o Manchester City foi ao terreno do Marselha, de André Villas-Boas, vencer por 3-0, com golos de Ferran Torres, Gundogan e Sterling. Com estes resultados, o grupo C fecha a segunda jornada com Manchester City em primeiro, com seis pontos, F. C. Porto e Olympiacos no segundo posto, com três, e Marselha no quarto, sem qualquer ponto.

Outras Notícias