canoagem

Portugal conquista ouro no ténis de mesa

Portugal conquista ouro no ténis de mesa

Portugal conquistou esta segunda-feira a sua primeira medalha de ouro nos I Jogos Europeus, com o ténis de mesa a brilhar nas equipas masculinas, no dia em que Fernando Pimenta já tinha garantido a prata para a canoagem.

Depois de João Silva ter sido prata no triatlo, no domingo, Fernando Pimenta conquistou o mesmo metal em K1 1.000, mas acabou por ser o trio Marcos Freitas, Tiago Apolónia e João Geraldo a fechar o dia com um marco histórico no ténis de mesa, depois do também inédito título Europeu em 2014.

Tiago Apolónia começou por vencer Adrien Mattenet por 13-11, 11-9 e 11-6, em apenas 21 minutos, com Marcos Freitas a ampliar para 2-0 após bater Simon Gauzi por 3-2, pelos parciais de 11-8, 10-12, 11-8, 9-11 e 11-5, em 41 minutos.

Em pares, Tiago Apolónia e João Geraldo estiveram a perder por 2-0 (11-5 e 11-6) contra Simon Gauzy e Emmanuel Lebesson, mas igualaram com 13-11 e 12-10, acabando por adiar tudo na negra, que acabaram por perder, por 11-6.

O 'miúdo' João Geraldo (96.º do Mundo) voltou a ter a responsabilidade de poder fechar o jogo definitivamente e, frente a Adrien Mattenet, 46.º do Mundo, fê-lo, novamente, com muita classe, ao impor-se por 11-4, 12-10 e 11-9.

Portugal é o quinto país no 'ranking' mundial e a França nono.

A canoagem, que na terça-feira tem mais cinco finais, começou a cumprir a 'promessa' de medalhas no Azerbaijão, com Pimenta a perder apenas para o alemão Max Hoff, multicampeão da Europa e do mundo e medalha de bronze em Londres2012, e que no domingo bateu o recorde mundial da distância.

PUB

O português ficou a apenas 216 milésimos de segundo, quando nos Europeus ficou a mais de dois segundos. Pimenta nunca esteve tão perto de Hoff, nem tinha batido o dinamarquês Rene Poulsen, relegando-o da prata obtida nos Europeus.

A dupla Emanuel Silva/João Ribeiro esteve aquém do seu potencial e foi apenas nona na final de K2 1.000.

Destaque também para o apuramento direto de Hélder Silva para a final de C1 200, ao ser mais rápido do que campeão Mundial e Olímpico Iiury Cheban.

O olímpico K2 200 de Beatriz Gomes e Joana Vasconcelos também confirmou créditos e vai disputar a regata das medalhas.

A ginástica artística masculina terminou hoje a sua participação no 21.º lugar geral, com desempenho aquém do esperado em Baku.

As provas não correram como previsto para os atletas lusos, ficando fora das finais tanto no 'All-Around' como na competição individual por aparelhos.

Liliana Santos (-48 kg) foi afastada na primeira ronda de luta livre, o mesmo destino que Hugo Passos (-66 kg) e João Carvalho (-59 kg) - Zurab Bekauri (-71 kg) não competiu, devido a lesão - tiveram em Baku, no Azerbaijão.

A lutadora portuguesa perdeu com a azeri Mariya Stadnyk por 12-2 num combate que aguentou apenas 1,51 minutos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG