Voleibol

Portugal desperdiça vantagem e perde com a Bielorrússia na Liga Europeia

Portugal desperdiça vantagem e perde com a Bielorrússia na Liga Europeia

A seleção portuguesa perdeu, este domingo, por 3-2 com a Bielorrússia, em Santo Tirso, no fecho do grupo C da Golden League europeia, após ter estado a vencer por 2-0 e ter desperdiçado três bolas para encerrar.

Portugal não conseguiu fechar o jogo e perdeu pelos parciais de 25-17, 25-22, 20-25, 20-25 e 18-20, repetindo a derrota sofrida também na 'negra' (3-2), no primeiro torneio do grupo C, disputado há uma semana em Minsk.

A Bielorrússia entrou melhor no primeiro set, em que liderou até aos 9-7, mas Portugal reagiu e passou para a frente com um parcial de sete pontos consecutivos, entre os quais dois serviços diretos de Miguel Tavares Rodrigues, que levou o marcador aos 14-9.

A subir de rendimento, principalmente no serviço e na receção, e a aproveitar os erros da Bielorrússia, a seleção portuguesa aumentou a vantagem para sete pontos, aos 19-12, com novo parcial de quatro seguidos, que geriu e que lhe permitiu fechar aos 25-17.

O equilíbrio, evidenciado pelas sucessivas igualdades, e a alternância no comando do marcador foi uma constante ao longo de praticamente todo o segundo parcial, sem que nenhuma das seleções conseguisse 'descolar' da outra.

Portugal ganhou vantagem aos 21-18, com um parcial de três pontos seguidos, e, apesar da reação da Bielorrússia, que reduziu para um, aos 21-20, fechou o parcial aos 25-22, com um dos pontos através de um serviço direto de Lourenço Martins.

O equilíbrio voltou a rondar o terceiro parcial, em que começou melhor Portugal, em vantagem até aos 12-11, altura em que a Bielorrússia, com ligeiro ascendente no ataque e bloco, passou para a frente com um parcial de três pontos (14-12).

PUB

A Bielorrússia aumentou a vantagem para quatro pontos, aos 17-13, que manteve aos 19-15 e aos 20-16, e, apesar da reação lusa, que ainda reduziu para 20-18, fechou o parcial aos 25-20, reduzindo a diferença para 2-1.

A ansiedade apoderou-se da seleção portuguesa no quarto parcial, que foi marcado por um desentendimento entre o capitão Alexandre Ferreira e Kanstantsin Tsiushkevich, no banco da Bielorrússia, prontamente sanado pelos colegas de ambos.

Após sucessivas igualdades, a seleção bielorrussa assumiu o comando aos 12-11, dilatando a vantagem para quatro pontos, aos 16-12, que geriu até praticamente ao final e que lhe permitiu fechar o set aos 25-20 e empatar o jogo.

Na 'negra', a seleção portuguesa virou de campo em vantagem, aos 8-6, mas a Bielorrússia recuperou a diferença e passou para a frente na parte final do parcial, impondo-se por 20-18, após recuperar três bolas lusas para fechar o jogo.

Com esta derrota, Portugal terminou no quarto e último lugar do grupo C, com quatro pontos, a 14 da líder invicta Turquia. A Bielorrússia terminou na segunda posição, com sete pontos, os mesmos da República Checa, terceira posicionada.

A Turquia vai defender o título conquistado em 2019, dado que em 2020 a competição foi cancelada devido à pandemia de covid-19, com a Estónia (primeira do grupo A), Ucrânia (primeira do B) e a Bélgica (anfitriã), em Kortrijk, em 19 e 20 de junho.

Ficha de jogo:

Jogo no Pavilhão Municipal de Santo Tirso

Bielorrússia -- Portugal, 3-2

Parciais: 17-25 (25 minutos); 22-25 (25); 25-20 (24); 25-20 (27) e 20-18 (25)

Sob a arbitragem de Roy Goren (Israel) e Ilaria Vagni (Itália) as equipas alinharam com os seguintes jogadores:

Bielorrússia: Uladzislau Babkevich, Maksim Shkredau, Konstantsin Panasenko, Aliaksei Kurash, Maksim Bahatka e Uladzislau Davyskiba -- seis inicial. Jogaram ainda Petr Lazuka (líbero), Artsem Masko, Kanstantsin Tsiushkevich, Ilya Burau, Vadzim Pranko, Ilya Marosau e Uladzislau Drapchynski (líbero)

Treinador: Viktar Beksha

Portugal: Filip Cveticanin, André Marques, Alexandre Ferreira, Marco Ferreira, Phelipe Martins e Miguel Tavares Rodrigues -- seis inicial. Jogaram ainda Ivo Casas (líbero), Tiago Violas, Dinis Alves e Lourenço Martins

Treinador: Hugo Silva

Assistência: jogo disputado à porta fechada devido à pandemia de covid-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG