futsal

Portugal empata com Japão no Mundial de futsal

Portugal empata com Japão no Mundial de futsal

Portugal empatou, este domingo, com o Japão 5-5, adiando a questão do apuramento para os oitavos de final do Mundial de futsal da Tailândia, em jogo da segunda jornada do grupo C.

Em jogo da segunda jornada do grupo C, disputado em Nakhon Ratchasima, a equipa lusa chegou ao intervalo a vencer por três bolas (5-2) e, mercê arté da boa exibição na primeira parte, tudo levava a crer que sairia vencedora e garantiria tranquilamente a passagem aos oitavos de final.

No entanto, o conjunto nipónico entrou para a segunda parte determinado a discutir o resultado e, apostando num "paciente" sistema de guarda-redes avançado, conseguiu mesmo chegar à igualdade, mantendo-se assim também na corrida aos oitavos de final.

A equipa lusa teve uma entrada em jogo demolidora, com o conjunto liderado por Jorge Braz a atingir os dois minutos já a vencer por 2-0, com tentos de João Matos e de Ricardinho, ampliando aos nove para 3-0, através de Cardinal.

Os japoneses ainda tentaram reagir e reduziram para 3-1 por Morioka, aos 11, mas a equipa portuguesa respondeu de imediato, com Cardinal a anotar o quarto tento no minuto seguinte e Ricardinho a fazer o 5-1, aos 18.

Um erro da defesa portuguesa permitiu que os nipónicos fosse para intervalo a perder por três bolas, quando Hoshi, aos 19 minutos, fez o segundo golo da sua equipa, mantendo-a ainda com ligeiras esperanças de vir a discutir o resultado.

A segunda parte trouxe uma equipa japonesa transfigurada e apostada em recuperar, mas os minutos 32 e 33 foram determinantes para o resultado final, espaço em que o Japão reduziu a diferença por apenas um golo.

PUB

Aos 32 minutos, Kitahara fez o terceiro golo da sua equipa, para, no minuto seguinte, Morioka bisar e deixar em aberto o encontro. Aos 36 minutos, Henmi fixou o resultado final, empatando a partida.

Portugal, sem reação perante o sistema de guarda-redes avançado contrário, nunca conseguiu se impor na etapa complementar, mas poderia ter saído vencedor da partida a cinco segundos do final, mas o guarda-redes nipónico Kawahara evitou o que seria um golo certo de Cardinal.

Apesar do empate comprometedor, Portugal está ainda com boas hipóteses de seguir em frente no Mundial, podendo ser segundo, ou mesmo integrar o lote das quatro equipas melhores terceiras classificadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG