Voleibol

Portugal integra "grupo forte" na Golden League

Portugal integra "grupo forte" na Golden League

A seleção portuguesa de voleibol vai disputar a Golden League europeia de 2022 com as congéneres da Turquia, vencedora em 2021 e 2019, Eslováquia e Dinamarca, ditou o sorteio realizado no Luxemburgo.

"É um grupo forte, com destaque para a Turquia, vencedora da última edição, e será sem dúvida um bom desafio", considerou o novo selecionador nacional João José, que trocou de funções com Hugo Silva, agora no comando da seleção feminina.

A Golden League é uma competição disputada por algumas das principais seleções europeias e dá acesso à denominada Liga das Nações de Voleibol, antiga Liga Mundial.

Portugal disputou pela primeira vez a Liga das Nações de Voleibol em 2019, após ter conseguido vencer a final da Volleyball Challenger Cup 2018, em Matosinhos. Tal como em 2020 e 2021, a seleção vai disputar a Golden League europeia, tentando repetir o feito de 2018 em que atingiu a 'final four' da prova.

"Claro que ao olharmos para o grupo [A], este pode parecer intimidante, mas é tudo uma questão de perspetiva, pois as outras seleções também nos respeitam e estarão certamente a preparar-se para uma 'poule' difícil", disse João José aos canais de comunicação da Federação Portuguesa de Voleibol.

João José referiu que a seleção mais importante do grupo é a portuguesa e aí é que irá estar "o foco e a energia" e quanto às outras, independentemente do seu valor, são "adversários a respeitar e ultrapassar", para "crescer e atingir os objetivos".

O sorteio de hoje ditou ainda a composição do Grupo B, com Ucrânia, Espanha, Bielorrússia e Croácia, enquanto o C junta Bélgica, República Checa, Estónia e Letónia.

PUB

Os vencedores de cada grupo e o organizador apuram-se para a 'final four', que em 2022 será disputada na Croácia (18 e 19 de junho). Se o organizador for o primeiro classificado no seu grupo, apura-se o segundo desse mesmo grupo.

O primeiro classificado desta 'final four' europeia, juntamente com o vencedor de 2021, irá disputar a Challenger Cup, onde irá encontrar os vencedores das competições continentais disputadas sob a égide da NORCECA (América do Norte e Centro), AVC (Ásia) e o vencedor do 'play-off' entre o vencedor da CSV (América do Sul) e da CAVB (África), bem como o organizador desta fase (Portugal), num total de seis seleções.

O vencedor da Challenger Cup 2022 apura-se para a Liga das Nações de Voleibol de 2023.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG