Confederações

Portugal na máxima força antes da viagem para a Rússia

Portugal na máxima força antes da viagem para a Rússia

A seleção portuguesa realizou esta quarta-feira o último treino na Cidade do Futebol, em Oeiras, com os 23 futebolistas convocados, antes da partida para a Rússia, onde vai disputar a Taça das Confederações.

Nos 15 minutos abertos à comunicação social, o selecionador nacional, Fernando Santos, viu toda a equipa disponível efetuar os habituais exercícios de aquecimento, antes de iniciarem uma situação de jogo em campo reduzido.

Cédric e Pepe, que na terça-feira fizeram trabalho condicionado com bola, estiveram no relvado a treinar sem limitações com os restantes companheiros.

A seleção portuguesa parte ao início da tarde para a Rússia, onde irá participar na Taça das Confederações, na qualidade de campeã da Europa, mas antes irá receber e almoçar com o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na Cidade do Futebol.

A estreia de Portugal na prova está marcada para domingo, frente ao México, em Kazan.

O futebolista português William Carvalho assumiu o sonho de ajudar a seleção portuguesa a vencer a Taça das Confederações, e defendeu que Portugal é "obviamente" candidato ao título.

Em declarações prestadas na conferência de imprensa realizada na Cidade do Futebol, em Oeiras, o jogador do Sporting falou de uma competição diferente, em que a seleção lusa fará a sua estreia, num grupo com México, Rússia e Nova Zelândia.

"Como todos sabemos, é uma competição diferente, com um grau de dificuldade enorme. Obviamente que Portugal é candidato. Temos muitas outras seleções fortes e mais favoritas, mas temos o sonho de ganhar", afirmou, reiterando a "ambição de chegar o mais longe possível".

O internacional português vincou o valor de "outras seleções fortes", sem deixar de lembrar que Portugal irá respeitar os adversários nesta Taça das Confederações.

Questionado sobre as mudanças no grupo desde o Europeu de 2016, que Portugal conquistou, o jogador salientou que o grupo "continua a ser forte" e com valor para brilhar na prova. "Saíram alguns jogadores e entraram outros. A nossa seleção está bem representada", frisou, comentando ainda a "concorrência saudável" com o portista Danilo pela posição de médio mais defensivo: "O Danilo é um grande jogador. Não há lugares cativos, ultimamente sou eu que tenho jogado mais, mas estamos todos prontos para ajudar".

O médio da seleção das "quinas" admitiu ainda o desgaste provocado por uma época longa, porém declarou ter total confiança na capacidade de gestão do selecionador nacional, Fernando Santos, sobre as condições físicas do grupo.

A polémica em torno da acusação da justiça espanhola a Cristiano Ronaldo, por alegada fuga aos impostos, foi igualmente abordada na conferência de imprensa, mas William Carvalho confessou continuar a ver o capitão da seleção tranquilo.

Outros Artigos Recomendados