Andebol

Portugal vence Marrocos e apura-se para a segunda fase do Mundial

Portugal vence Marrocos e apura-se para a segunda fase do Mundial

A equipa das quinas conseguiu, este sábado, a segunda vitória no Mundial ao vencer (33-20) Marrocos, no Cairo. Segunda fase da competição já não escapa à equipa de Paulo Pereira.

Foi começar mal e acabar da melhor maneira. Portugal continua invencível no Mundial do Egipto e, depois de um triunfo (25-23) frente à Islândia na ronda inaugural, a seleção nacional conseguiu uma convencente vitória (33-20) diante de Marrocos e ainda garantir um lugar na fase seguinte da competição.

Mas Portugal não acabou a sorrir sem passar, primeiro, por um susto. Os "heróis do mar" não entraram bem no jogo e, na primeira parte, estiveram irreconhecíveis: permitiram uma vantagem de cinco golos aos africanos mas conseguiram recuperar ainda no primeiro tempo e chegaram ao intervalo empatados (12-12).

Na segunda metade, a história foi bem diferente. A precisar de uma vitória para carimbar a passagem à fase seguinte do Mundial, Portugal foi agressivo a defender - a defesa foi um autêntico muro - e permitiu apenas um golo a Marrocos nos dez primeiros minutos. O resultado acabou em 33-20 para a equipa das quinas, que teve Pedro Portela, considerado o homem do jogo, em destaque, com nove golos marcados.

Com este triunfo, Portugal isola-se na liderança do Grupo F, com quatro pontos em quatro possíveis, e um lugar na "Main Round" assegurado. Já Marrocos, que perdeu também o jogo inaugural frente à Argélia (23-24), está numa posição bem mais delicada, sem qualquer ponto conquistado.

Com a segunda fase assegurada, Portugal defronta, na segunda-feira (17 horas), a Argélia na última jornada do Grupo F. Um jogo, ainda assim, importante, já que os pontos conquistados na primeira fase são levados para a fase seguinte, menos o resultado conseguido com a equipa que ficará em último lugar no Grupo.

Ficha de jogo:

PUB

Jogo no New Capital Sports Hall

Marrocos - Portugal, 20-33

Ao intervalo: 12-12

Sob a arbitragem de Bojan Lah e David Sok, da Eslovénia, as equipas alinharam e marcaram:

Marrocos (20): Yassine Idrissi, Rezzouki Reida (4), Mohamed Amine Bentaleb (4), Mohamed Zaroili (1), Nabil Slassi (4), Hicham Hakimi, Younes Ouzrour, Lahcen Bellimam, Nacym Hamed Fougani, Mohammed Ezzine (2), Amine Harchaoui (5), Achraf Adli, Hassan El Kachradi, Ryad Lakbi e Mehdi Ismaili Alaoui

Selecionador: Younes Tatby

Portugal (33): Humberto Gomes, Diogo Branquinho (5), Fábio Magalhães (1), Luís Frade, Rui Silva (1), Daymaro Salina, Miguel Martins (5), António Areia (1), Gilberto Duarte (2), André Gomes (2), Leonel Fernandes (1), Pedro Portela (9), Victor Iturriza (5), Belone Moreira (1) e Diogo Silva

Selecionador: Paulo Jorge Pereira

Marcha do marcador: 3-1 (5 minutos), 5-2 (10), 7-3 (15), 9-5 (20), 11-8 (25), 12-12 (intervalo), 13-16 (35), 13-20 (40), 14-25 (45), 18-25 (50), 18-31 (55) e 20-30 (resultado final)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG