Ténis

Portugueses dizem adeus aos singulares do Braga Open

Portugueses dizem adeus aos singulares do Braga Open

A tarefa de vencer não era nada fácil e, infelizmente, revelou-se impossível de concretizar para os dois portugueses ainda em prova no Braga Open. Tiago Cação e Pedro Araújo saíram derrotados na segunda ronda e deixaram o torneio minhoto sem representação lusa no quadro de singulares.

Naquele que era um dos embates mais aguardados do dia, Tiago Cação (502.º do ranking ATP) não conseguiu impor o seu jogo frente ao grande favorito Thiago Monteiro (90.º) e despediu-se do torneio minhoto com uma derrota pesada (6-1 e 6-1) em menos de uma hora.

Logo a seguir, Pedro Araújo (898.º ATP), de 19 anos, que procurava os primeiros quartos de final da carreira a este nível, mostrou bom nível contra Hugo Gaston (115.º), mas acabou por ceder igualmente em dois sets (7-6 e 6-3). "Sinto que joguei bem, mas ainda podia ter feito melhor, especialmente no primeiro set, que estive perto de vencer. Foi pena a parte final do tie-break, em que não consegui aproveitar a vantagem", revelou Pedro Araújo em declarações após o encontro.

A fechar a jornada chegaram os sorrisos lusos. Primeiro, Nuno Borges e Francisco Cabral (quartos cabeças de série) ultrapassaram, em pares, os italianos Filippo Baldi e Jacopo Berrettini (irmão mais novo do top 10 mundial Matteo Berrettini) com 4-6, 6-1 e 10-8. Tarefa mais fácil tiveram os wild cards Jaime Faria e Luís Faria que superaram os norte-americanos Thai-Son Kwiatkowski e Alex Rybakov em dois sets (7-6[3] e 6-2).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG