O Jogo ao Vivo

Paralímpicos

Portugueses em 11.º e 12º lugares na final dos 1500 metros T20

Portugueses em 11.º e 12º lugares na final dos 1500 metros T20

Os portugueses Cristiano Pereira e Sandro Baessa terminaram nos 11.º e 12.º lugares, respetivamente, a final dos 1500 metros T20 (deficiência intelectual), dos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, disputada no estádio olímpico da capital nipónica.

Cristiano Pereira, que é recordista nacional com a marca de 3.55,39 minutos, correu a distância em 4.05,10, enquanto Sandro Baessa cronometrou 4.05,50.

Na final, disputada por 14 atletas, o britânico Owen Miller (3.54,57), que arrecadou o ouro, impôs-se a Alexandr Rabotnistski (3.55,78), do Comité Paralímpico da Rússia, e ao italiano Ndiaga Dieng (3.57,24), medalhas de prata e bronze, respetivamente.

Cristiano Pereira admitiu ter "ido abaixo" na final dos 1500 metros. "Tentei acompanhar o grupo, infelizmente não consegui, ninguém tem culpa, acho que fui que me deixei ir abaixo e quando quis acordar já foi tarde demais e deitei tudo a perder", disse o atleta de Nelas.

O recordista explicou que a estratégia que tinha para a prova, ganha pelo britânico Owen Miller (3.54,57) passava por "acompanhar o grupo da frente, e na parte final ir à medalha, mas não consegui".

Sandro Baessa disse ter-se "sentido cansado", o que o impossibilitou de atacar no final. "Tentei vir de trás para a frente, é a melhor forma de conseguir gerir, porque não tenho tanta resistência como os adversários. Tentei acompanhá-los, mas acabei por me sentir muito cansado e não consegui ter uma ponta final como costumo ter", disse o atleta do Porto.

Ambos os atletas, que se despediram dos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, desvalorizaram o facto de a prova ter sido disputada sob chuva, considerando que "as condições são iguais para todos".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG