Exclusivo

Premier League é um cofre sem fundo e soma mais estrelas

Premier League é um cofre sem fundo e soma mais estrelas

A liga inglesa arranca na sexta-feira. Investimento em contratações já supera os mil milhões de euros.

Apesar de ser disputado apenas nos Estados Unidos da América e por equipas americanas, está estabelecido localmente e globalmente assimilado que o campeão da NBA seja designado "world champion (campeão do Mundo)". As razões para isso são as mesmas que, houvesse um exemplo igual no futebol, dariam ao vencedor da liga inglesa estatuto semelhante. Tal como a NBA, a Premier League é o campeonato com mais poder económico, mais visto a nível mundial, que mais interesse desperta no estrangeiro e que mais dinheiro movimenta. É onde estão muitos dos melhores jogadores do Mundo, a maioria daqueles que são considerados os melhores treinadores e, por conseguinte, é onde há mais qualidade, jogos mais interessantes, mais competitividade, mais adeptos nos estádios. E o fosso, em relação às outras ligas, parece que só aumenta. A 31.ª edição do grande campeonato inglês (e da Europa e do Mundo) arranca depois de amanhã e está aí para prová-lo.

Também há dados que valem mais do que mil palavras. De acordo com o site "transfermarkt", o valor total de mercado dos jogadores que competirão na Premier League 2022/23 é 9,23 mil milhões de euros. Neste "ranking", segue-se a liga espanhola, a segunda mais valiosa do Mundo, mas com um valor significativamente menor (4,93 mil milhões). A isto não é alheio o facto de o cenário da maioria dos últimos anos voltar a repetir-se, com o investimento dos clubes ingleses a superar o das outras ligas. Ainda falta cerca de um mês para o fim do mercado, mas a Premier League já gastou 1,24 mil milhões de euros em contratações. Destes, 94,7 milhões saíram dos cofres do Nottingham Forest, recém-promovido à elite...

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG