Automobilismo

Presidente da FPAK admite "negociações avançadas para haver GP de Portugal de F1"

Presidente da FPAK admite "negociações avançadas para haver GP de Portugal de F1"

O presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), Ni Amorim, admitiu esta terça-feira que "há negociações avançadas para haver Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1 a 2 de maio".

Em declarações à agência Lusa, o responsável máximo do automobilismo em Portugal ressalvou, no entanto, que a realização da prova "vai depender de dois fatores", a vontade do Governo e a possibilidade da presença de público.

"Haver público, pois só faz sentido com público nas bancadas, e se o Estado português quiser", frisou Ni Amorim.

Ao contrário do que aconteceu em 2020, em que Portugal entrou no calendário do Mundial por convite do organizador devido ao cancelamento de diversos eventos em todo o mundo devido à pandemia de covid-19, em 2021 será necessário pagar uma taxa de inscrição, cujo valor Ni Amorim não quis especificar.

"É preciso pagar, sim. A F1 não se mexe de borla. O Grande Prémio [de Portugal de 2020] deu um retorno extraordinário e os dados já estão na posse do Governo. Mas entendemos que neste momento há outras prioridades e ainda não foi possível discutir o assunto", explicou à Lusa.

Além disso, o dirigente sustentou que "os acordos são confidenciais", pelo que optou por "não fazer comentários".

PUB

Frisando que os responsáveis do Autódromo Internacional do Algarve (AIA), estão "em contacto diário com o promotor [do campeonato]", mostra-se "otimista" quanto à possibilidade de a Fórmula 1 regressar a Portugal pela 18.ª vez, a segunda consecutiva a Portimão.

Neste momento, a pasta está entregue ao "Turismo, Desporto, autarquia de Portimão, AIA, FPAK e IPDJ".

Ni Amorim disse esperar uma decisão "até final de fevereiro", pois "para montar um GP desta envergadura é preciso tempo", acrescentando que "falta o Governo estudar os números que lhe chegaram e a Direção-Geral da Saúde (DGS) aprovar um plano" para o evento, que teria de se realizar em 2 de maio.

A Lusa tentou, sem sucesso, obter uma reação da administração do AIA.

O sítio oficial da Fórmula 1 na Internet iniciou hoje um processo de pré-venda de bilhetes para o Grande Prémio de Portugal, sem confirmar a prova, no mesmo dia em que a organização do Mundial reviu o calendário.

O campeonato, que vai arrancar uma semana depois do previsto, no Bahrain, em 28 de março, deixa em aberto a data da terceira corrida do ano, em 2 de maio, sendo que a página oficial na Internet, na secção para venda de bilhetes, aceita registos de interesse em bilhetes para o Grande Prémio de Portugal de 2021, ressalvando que está sujeito a confirmação.

O calendário revisto e hoje apresentado pela Liberty Media, organizadora do Grande Circo, prevê um recorde de 23 provas, entre 28 de março e 12 de dezembro, quando vai ser disputada a corrida de Abu Dhabi.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG