Desporto

Presidente do Banco Alimentar transportou Tocha Olímpica

Presidente do Banco Alimentar transportou Tocha Olímpica

Duas portuguesas, a presidente do Banco Alimentar, Isabel Jonet, e a atleta Filipa Ferreira, transportaram hoje a Tocha Olímpica, no 12.º de 70 dias de uma viagem pelo Reino Unido.

"Foi uma experiência fantástica. Tinha dito que não iria correr, mas corri quase tudo, só andei durante uma subida", disse Isabel Jonet à agência Lusa, admitindp não ter resistido à atmosfera eufórica que viveu, com muitas pessoas nas ruas.

Também Filipa Ferreira, campeã juvenil de marcha, descreveu o momento como "emocionante".

"Foi muito giro, havia muita gente à volta", relatou, elogiando a "excelente ideia" de a Tocha Olímpica passar por tantos sítios e mãos.

Isabel Jonet considera ter sido uma "boa opção" a de abrir esta iniciativa a "pessoas normais".

Jonet, de 52 anos, correu na área de Chester, perto de Liverpool, enquanto Ferreira, de 17 anos, pegou na tocha em Acrefair, perto de Wrexham, no País de Gales.

Ambas foram indicadas pela Samsung, patrocinador dos Jogos Olímpicos deste verão em Londres, a primeira enquanto ativista contra a pobreza e a segunda na sequência de uma votação no Facebook.

A organização dos Jogos Olímpicos decidiu fazer da chegada ao território britânico da Tocha Olímpica um evento nacional e circular por todo o país.

No total, oito mil pessoas vão carregar a tocha ao longo de um percurso que os organizadores desenharam de forma a passar a menos de 16 quilómetros de distância de 95 por cento da população.

A maioria foi escolhida por se ter destacado devido a certas ações ou atividades locais, muitas vezes propostas por amigos ou familiares.

Um outro português, Jorge Gonçalves, de 61 anos, estará em Bromley, no sul de Londres, a 23 de julho, já na reta final do percurso de oito mil milhas (12.874 quilómetros).

O presidente da Associação de Imagem e Som Europeia foi convidado diretamente pela sede da Samsung na Coreia do Sul devido ao conhecido interesse por desporto.

Em declarações à Lusa, disse estar bastante entusiasmado com a oportunidade de participar nesta iniciativa "muito interessante".

"Tentaram envolver pessoas de diversas áreas e promover o ideal olímpico", comentou.

Os três portugueses já garantiram que pretendem guardar a Tocha Olímpica, rejeitando a hipótese de a venderem, como foi o caso de alguns portadores britânicos.

Filipa Ferreira, que ambiciona competir nas olimpíadas de 2016, vai reservar um "lugar especial" em casa, enquanto Jonet vai levar a tocha para a organização que preside.

"Foi um privilégio e acho que foi a pensar em todos os bancos alimentares e voluntários que eu consegui correr", confiou.

Outras Notícias