Desporto

Presidente do Sporting queixa-se da "incompetência" dos árbitros

Presidente do Sporting queixa-se da "incompetência" dos árbitros

O Presidente do Sporting disse, esta sexta-feira, que tem havido "falta de respeito" pelo clube em arbitragens no Estádio de Alvalade, mas recusou-se a falar de premeditação dos juízes de futebol, preferindo classificar esses "erros sistemáticos" como "incompetência".

"Não posso falar em premeditação. Posso provar erros sistemáticos e isso é incompetência. A forma como somos tratados em Alvalade revela falta de respeito", disse Godinho Lopes, em conferência de imprensa, para apresentação do documento: "Arbitragem como charneira da actividade do futebol profissional -- Linhas gerais de uma programa de acção".

O responsável pelos "leões" considerou ainda que "o resultado do trabalho da equipa de arbitragem" no Sporting-Olhanense, da primeira jornada (1-1), "foi incompetente".

Godinho Lopes escusou-se a classificar o documento hoje divulgado como "uma forma de pressão sobre a arbitragem", lembrando ter anunciado a intenção de avançar com propostas para esta área "em entrevista à televisão", no início de Julho.

"A postura do Sporting é esta: Contribuir para melhorar as estruturas da arbitragem e a qualidade global do futebol, através da criação de um clima de confiança que valorize o espectáculo, embora não deixe de fazer ouvir a sua voz sempre que o entender", adiantou.

O documento aponta para, designadamente a profissionalização dos árbitros e respectiva formação e actualização permanente, uma adequada divulgação das leis do jogo, criação de um sistema de controlo e avaliação dos juízes que assegure a identificação de erros e faltas, recorrendo às novas tecnologias, e a concentração de responsabilidades em tudo o que diga respeito a esta componente do jogo.

Godinho Lopes acentuou que o clube lisboeta deseja "contribuir para a transparência, isenção e verdade desportiva", mas frisou que não vai permitir "que o Sporting seja prejudicado".

PUB

"Não queremos ser beneficiados, mas não aceitaremos ser prejudicados", afirmou.

O presidente dos "leões" disse ainda que estas propostas aparecem no momento em que "vai proceder-se à transferência das competências da arbitragem da Liga para a federação", sendo por isso "um contributo para o debate e a melhoria do futebol".

Esclareceu que o clube apresentou previamente estas propostas às estruturas do futebol, designadamente à Liga e à comissão de arbitragem.

Godinho Lopes anunciou ainda que o Sporting condenou a agressão de que foi vítima o árbitro Pedro Proença e que o clube comunicou essa indignação aos responsáveis pelo futebol profissional e ao agredido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG