Europeus 2022

Principais esperanças de medalha recaem no atletismo, na canoagem e no ténis de mesa

Principais esperanças de medalha recaem no atletismo, na canoagem e no ténis de mesa

O atletismo, a canoagem e o ténis de mesa voltam a ser as modalidades com mais hipóteses para a conquista de títulos e de medalhas, durante a segunda edição dos Campeonatos Europeus multidesportivos, a decorrer em Munique, entre 11 e 21 de agosto.

A exemplo de edições anteriores, o atletismo apresenta um grande leque de atletas candidatos à conquista de títulos e lugares no pódio, com realce para o recente campeão mundial do triplo salto Pedro Pablo Pichardo, forte candidato à conquista do título europeu.

A comitiva de 23 atletas que representou Portugal nos Mundiais de Eugene, nos Estados Unidos, não trouxe mais qualquer medalha, mas alguns resultados bem dentro do top 10 deixam em aberto a possibilidade de mais lugares no pódio, casos de Auriol Dongmo (lançamento do peso), Liliana Cá (lançamento do disco) ou Patrícia Mamona (triplo salto).

PUB

Em crescendo nos últimos anos, a canoagem é igualmente sinónimo de títulos, em que o destaque vai para Fernando Pimenta, que, apesar das três medalhas nos recentes campeonatos do mundo de Halifax, no Canadá, vem tentar o ouro numa das suas provas de eleição, o K1 5.000 metros, da qual foi obrigado a desistir no Mundial por ter partido o leme do kayak, numa altura em que liderava a prova.

Além de Pimenta, a comitiva portuguesa faz-se acompanhar por outros canoístas com ambições aos postos cimeiros, como o K4 formado por João Ribeiro/Messias Baptista/Emanuel Silva/David Varela e Teresa Portela.

Depois da conquista das medalhas de bronze por Marcos Freitas, no torneio de singulares, e por João Monteiro e Tiago Apolónia, em pares, nos Europeus de Varsóvia, a expetativa da representação lusa no ténis de mesa é de, pelo menos, poder repetir o feito, tendo trazido para estes campeonatos nove atletas, quatro masculinos (João Geraldo, João Monteiro, Marcos Freitas e Tiago Apolónia) e cinco femininos (Inês Matos, Fu Yu, Matilde Pinto, Patrícia Santos e Shao Jieni).

Nas restantes modalidades com representação portuguesa nestes campeonatos de Munique, realce ainda para o triatlo, que traz oito atletas, dos quais se destacam Vasco Vilaça e os olímpicos João Silva, João Pereira e Melanie Santos.

No ciclismo, a olímpica Maria Martins integra a equipa de nove corredores portugueses para os Europeus, com provas distribuídas pelas vertentes de estrada, pista e BTT. Ainda na estrada, Rui Oliveira (UAE Team Emirates) será o único homem luso, numa prova com 209,4 quilómetros composta por cinco voltas a um circuito essencialmente plano e cujas dificuldades geográficas que não deverão ser suficientes para afastar os ciclistas rápidos da discussão do título.

Mário Costa e Ricardo Marinheiro avançam no cross country olímpico (XCO) e, no remo, o olímpico Afonso Costa e o seu irmão Dinis, em double-scull ligeiro (LM2x), vão ser os únicos portugueses nos Europeus. Na ginástica artística, Filipa Martins é o principal nome de uma comitiva de 10 ginastas, cinco femininas e cinco masculinos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG