Jogos Olímpicos

Publicação de fotos de atletas ajoelhados afinal serão permitidas

Publicação de fotos de atletas ajoelhados afinal serão permitidas

O Comité Olímpico Internacional decidiu, afinal, que fotografias de atletas de futebol ajoelhados antes do jogo podem ser publicadas nas redes sociais oficiais. A decisão surge um dia depois de relatos que a comissão olímpica não iria permitir que estes retratos fossem partilhados.

Antes do apito inicial na partida entre as equipas femininas da Grã-Bretanha e do Chile, as atletas ajoelharam-se como forma de protesto contra o racismo e ódio online, gesto que tem sido habitual no futebol nos últimos tempos. As seleções da Suécia, Nova Zelândia e Estados Unidos seguiram as pisadas e estas imagens foram vistas nas transmissões televisivas.

No entanto, segundo informou o The Guardian esta quarta-feira, o Comité Olímpico Internacional (COI) não autorizou que fotografias dos atletas ajoelhados fossem partilhadas nas redes sociais dos Jogos Olímpicos. Esta decisão tornou-se ainda mais difícil de compreender, tendo em conta o relaxamento da regra 50, em que o COI anteriormente proibia os atletas de fazer algum tipo de "demonstração política, religiosa, ou racial".

Porém, na madrugada desta quinta-feira, a conta oficial de Twitter dos Olímpicos publicou uma imagem onde se vê Lucy Bronze, da Grã-Bretanha, ajoelhada. Pelos vistos, a ordem foi alterada e agora as redes sociais ligadas à competição poderão partilhar este tipo de conteúdo. Este gesto tem sido muito valorizado pela maioria dos adeptos desde que começou a ser feito, pelo contexto de alerta social contra o racismo e ódio online que representa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG