Futebol

Público regressou pela primeira vez aos estádios em Inglaterra

Público regressou pela primeira vez aos estádios em Inglaterra

Os adeptos regressaram este sábado pela primeira vez desde março a um estádio de futebol em Inglaterra, após a pandemia da covid-19, com uma lotação reduzida no particular entre Brighton e Chelsea.

O jogo disputado em Brighton, na costa sul de Inglaterra, permitiu a entrada de 2.500 adeptos, num projeto-piloto do governo, para avaliar a possibilidade de um regresso do público aos estádios, de forma permanente, ainda durante a pandemia.

O estádio do Brighton, que tem capacidade para cerca de 30 mil pessoas, não teve mais de 2500 espetadores, com o devido distanciamento, e os adeptos foram recebidos com mensagens de boas-vindas.

"Bem-vindos de volta... Sentimos a vossa falta", foi possível ler nos ecrãs gigantes do estádio.

No jogo, que terminou com uma igualdade a 1-1, o Chelsea teve em campo os reforços Hakim Zyiech (ex-Ajax) e Timo Werner (ex-Leipzig), com o alemão a marcar o golo dos londrinos aos quatro minutos, mas não contou ainda com Ben Chilwell (ex-Leicester) ou Thiago Silva (ex-Paris Saint-Germain).

Para o Brighton, o golo da igualdade chegou de grande penalidade já quase sob o apito final, com o também alemão Pascal Gross a converter o castigo máximo, aos 89 minutos.

Brighton e Chelsea voltam a encontrar-se em casa dos primeiros, na primeira jornada da Liga inglesa, agendada para o fim de semana de 14 de setembro.

PUB

Em Portugal, o regresso do público aos estádios foi abordado na sexta-feira na cerimónia de sorteio das competições da Liga e LigaPro, com a diretora-geral da saúde, Graça Freitas, a explicar que a situação está a ser analisada.

"Não é uma situação posta de parte. Está a ser analisada e ponderada. Veremos como a doença se vai comportar para saber como podemos diversificar as nossas atividades", disse a responsável.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG