Exclusivo

Quando fazer do F. C. Porto campeão é uma herança para levar a sério

Quando fazer do F. C. Porto campeão é uma herança para levar a sério

Que pai e filho sejam campeões nacionais de futebol, mesmo que em países diferentes, já não é normal. Que o sejam a representar o mesmo clube e começamos a ameaçar os limites da fantasia. Que isso aconteça a triplicar e possivelmente estamos a falar de algo inédito, uma anomalia estatística, até agora por imitar e que dificilmente será replicável. Também nisto, portanto, o F. C. Porto é uma exceção.

Depois dos André e dos Paciência, eis os Conceição, estes com a particularidade, que torna tudo ainda mais extraordinário, de o pai ser o treinador do filho. Em Portugal, estas três famílias são casos únicos, e para lá das fronteiras e do tempo só há outros três casos conhecidos: os Weah, que foram campeões pelo Paris Saint-Germain, os Blind, campeões no Ajax, e os Maldini, campeões no AC Milan. Ao contrário do que acontece no romance memorável de Ivan Turgueniev, estes "Pais e Filhos" têm mais a uni-los do que a separá-los.

Francisco Conceição de abraço em abraço até ao abraço final

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG