reacções carlos queiroz destaca determinação e vontade dos jogadores, mas não queria ter sofrido tanto...

Queiroz: Vitória "Arrancada a ferros"

Queiroz: Vitória "Arrancada a ferros"

O seleccionador nacional, Carlos Queiroz, admitiu que o triunfo, em Tirana, foi "arrancado a ferros". O treinador reconheceu que houve "sofrimento desnecessário", mas ainda pensa no primeiro lugar do Grupo 1.

Foi preciso saber sofrer, mas Portugal acabou por conseguir o mais importante na visita à Albânia: a vitória e consequente renascer da esperança na luta por uma vaga no Campeonato do Mundo de 2010. O suspiro de alívio só surgiu no tempo de descontos da segunda parte.

"Foi uma vitória arrancada a ferros. Não tínhamos de ter passado por isto, se não tivéssemos sofrido um golo logo depois de termos feito o 1-0", assumiu Carlos Queiroz, antes de elogiar as capacidades da selecção albanesa e reconhecer o empenho demonstrado pelos jogadores lusos. "Na segunda parte, justificámos plenamente a vitória, perante uma Albânia muito aguerrida e com excelentes jogadores, sobretudo no meio-campo e no ataque. Houve mérito da nossa equipa na forma como conseguimos este triunfo, já que os jogadores tiveram muita determinação e vontade. Quando tudo isto se cruza, ficamos mais perto de fazer história", afirmou.

O seleccionador não escondeu que teve de alterar a estratégia nos últimos minutos do encontro, de forma a tentar desfazer um empate que já parecia provável: "Tínhamos de tentar de tudo. Precisámos de jogar no risco e, quando tivemos três jogadores sempre em cima da defesa adversária, a Albânia só conseguia sair da sua área com pontapé para a frente".

A Dinamarca consolidou a primeira posição do Grupo 1, com a vitória na Suécia, mas Carlos Queiroz ainda não desistiu de lutar pelo primeiro lugar e consequente apuramento directo para a África do Sul: "A Dinamarca está em boa posição para ser primeiro e nós temos mais condições de sucesso. Ainda temos possibilidades de chegar em primeiro, mas, assim, a qualificação no segundo posto torna-se mais provável".