Inglaterra

Quinas em peso no dérbi de Manchester

Quinas em peso no dérbi de Manchester

Cinco internacionais portugueses no grande duelo entre United e City, em Old Trafford.

A 11.ª jornada da Premier League tem como prato forte o dérbi de Manchester, que United e City disputam hoje à hora de almoço, em Old Trafford. Antes de rumarem à seleção portuguesa para as últimas decisões da fase de apuramento do Mundial, Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo, de um lado, Rúben Dias, Cancelo e Bernardo Silva, do outro, entram em ação num dos embates mais aguardados da temporada.

O dérbi tem uma série de condimentos imperdíveis, desde logo por ser o primeiro de Ronaldo desde que regressou ao United, diante da equipa à qual chegou a ser apontado antes de assinar pelos "red devils". Em alta nos últimos jogos (marcou na vitória da semana passada sobre o Tottenham e bisou no duelo da Champions com a Atalanta, salvando o M.U. da derrota), o internacional português reencontra Pep Guardiola, técnico do City, com o qual teve duras batalhas ao serviço do Real Madrid, quando o catalão orientava o Barcelona, no início da década passada.

Pela enorme rivalidade, mas também porque é fundamental não deixar fugir ainda mais a concorrência na luta pelo título, este é um duelo que nenhuma das equipas pode perder. O Manchester United salvou a face, e provavelmente também o emprego do treinador Ole-Gunnar Solskjaer, na jornada anterior, diante do Tottenham, após a histórica goleada sofrida em casa perante o Liverpool (0-5), mas está a oito pontos do líder Chelsea. Quanto ao City, foi derrotado há uma semana na receção ao Crystal Palace (0-2) e precisa de dar uma resposta à altura, até porque também já se encontra a cinco pontos do primeiro classificado.

Para CR7, este é um dérbi com o seu quê de novidade, tendo em conta que, quando saiu de Inglaterra, em 2009, o City não era um rival à altura do United. Entretanto, as coisas mudaram radicalmente de figura, mas Guardiola está avisado. "O United é uma boa equipa e já constatámos isso na época passada [o City empatou fora e perdeu em casa nos dois jogos do campeonato de 2020/21 com o vizinho]. Agora, eles têm no plantel um dos melhores jogadores da história, uma máquina de marcar golos, capaz de fazer coisas únicas, mas nós temos um plano e queremos fazer o nosso jogo", disse o treinador catalão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG