Exclusivo

Racismo volta à ordem do dia no futebol português

Racismo volta à ordem do dia no futebol português

Em 48 horas, foram reportados mais dois casos de insultos dentro e fora dos relvados. APCVD instaurou processo no episódio do Sporting.

O racismo voltou a manchar o futebol português. No domingo, Cíntia Martins, jogadora de 14 anos da equipa juvenil do Sporting, foi alvo de insultos racistas por parte de um adepto do Fundação Salesianos durante um jogo. A atleta terá sido apelidada de "macaca" e respondeu às ofensas, ato que lhe valeu a expulsão. "Nesta luta, nunca estarás sozinha", apoiou o Sporting. O treinador Paulo Conceição diz ter-se sentido "impotente". Da Fundação Salesianos, o JN tentou obter uma reação, mas não obteve resposta.

Esta terça-feira, também o Leixões, da Liga 2, revelou que um dos jogadores foi vítima de insultos. Após o jogo com o Desportivo de Chaves (1-1), vários adeptos, já no exterior do Estádio do Mar, pediram satisfações e Adewale Sapara, o autor do golo da equipa de Matosinhos, que foi falar com os apoiantes. Acabou insultado e cuspido. Em comunicado, o Leixões garantiu já estar a trabalhar com as autoridades para identificar os infratores. "Não permitiremos, jamais, que tais atitudes voltem a acontecer. Por isso, vamos identificar o(s) autor(es) deste lamentável incidente", pode ler-se.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG