Ciclismo

Raquel Queirós foi a mais rápida na chegada a Setúbal

Raquel Queirós foi a mais rápida na chegada a Setúbal

A portuguesa Raquel Queirós (Velo Performance/JS Campinense) sprintou para a vitória na segunda etapa da 1.ª Volta a Portugal feminina, batendo a britânica Danielle Shrosbree (Team LDN/Brother UK), que manteve a camisola amarela.

Raquel Queirós, 27.ª classificada na prova de cross country olímpico de Tóquio2020, e que há uma semana foi 10.ª nos mundiais de sub-23 desta especialidade, entra para a história como a primeira mulher lusa a ganhar uma etapa na Volta a Portugal, que se estreia em 2021 no setor feminino.

A segunda tirada, de 72 quilómetros, entre Mafra e Loures, foi cumprida pela ciclista portuense em 1:59.48 horas.

A tirada foi marcada pela fuga de Harriett Dodd, companheira da camisola amarela, que foi apanhada a 16 quilómetros do fim, altura em que várias das mais bem posicionadas na classificação foram atacando.

A júnior Mariana Líbano (Velo Performance/JS Campinense) completou o pódio da tirada, com o terceiro lugar.

Não havendo bonificações pela classificação, há cinco corredoras igualadas no tempo no comando da classificação geral, com o desempate a fazer-se por pontos.

Face a este critério, Danielle Shrosbree lidera, seguida das portuguesas Raquel Queirós e Sofia Gomes (Vesam/Blok-Vilanovense Cycling Girls), primeira da juventude.

PUB

A classificação por equipas continua a ser dominada pela Team LDN/Brother UK.

No sábado, realiza-se uma das etapas mais importantes da competição, com um contrarrelógio individual de 11,1 quilómetros, em traçado exigente em Vila Franca de Xira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG