Desporto

Real Madrid na final da Liga dos Campeões com "bis" de Ronaldo

Real Madrid na final da Liga dos Campeões com "bis" de Ronaldo

O Real Madrid qualificou-se para a final da Liga dos Campeões de futebol ao vencer o Bayern de Munique, campeão em título, por 4-0, com dois golos de Ronaldo, em jogo da segunda mão das meias-finais. O jogador português já disse que prefere ser campeão da Europa do que melhor marcador.

Na Allianz Arena, em Munique, uma semana após o triunfo por 1-0 no primeiro jogo, o Real Madrid, recordista de títulos de campeão europeu (nove), confirmou a presença na final com um "bis" de Sérgio Ramos (16 e 20 minutos) e outro de Cristiano Ronaldo (34 e 89), que fixou o recorde de golos numa só edição da "Champions" em 16.

Naquela que será a sua 13.ª final, também um recorde, o Real Madrid, que alinhou com Pepe e Fábio Coentrão no "onze", vai encontrar a 24 de maio no Estádio da Luz, em Lisboa, o vencedor da meia-final que opõe o Chelsea ao Atlético de Madrid.

A equipa de José Mourinho recebe a formação espanhola em Londres na quarta-feira, depois de um empate 0-0 em Madrid.

Ronaldo prefere ser campeão da Europa do que melhor marcador

Cristiano Ronaldo disse que prefere ser campeão da Europa pelo Real Madrid do que o recorde de golos numa só edição da Liga dos Campeões. "Foi bom. É mais um recorde. Obviamente que estou feliz, mas não estava obcecado. Prefiro ganhar a Liga dos Campeões do que ser o melhor marcador", vincou, após o apuramento na Alemanha frente ao Bayern.

O internacional luso confessou que tinha o desejo "pessoal" de disputar a final de Lisboa, no Estádio da Luz, a 24 de maio, lembrando a importância de o fazer no seu país: "Consegui. Agora é ganhar".

Depois do 0-0 entre Atlético de Madrid e Chelsea em Espanha, as equipas decidem quarta-feira em Londres o outro lugar na final, com Cristiano Ronaldo a refutar qualquer favoritismo: "Numa final, é sempre 50/50".

"Isso dos favoritos é preciso mostrar sempre dentro do campo. Uma final é sempre 50/50, independentemente de quem seja. Vamos tentar dar o melhor e mostrar que somos os melhores da Europa. Tentar passo a passo, jogo a jogo. É certo que o adversário vai ser muito complicado", vincou, sem manifestar preferência por qualquer adversário: "Para mim, é igual".

O avançado exultou com a exibição da sua equipa, entendendo que fez "um jogo perfeito", pelo que está "merecidamente na final".

"Marcar três golos no primeiro tempo é extraordinário. A equipa entrou bem, confiante. Sabíamos que seria complicado, mas foi 'fácil' porque marcamos dois golos muito cedo e gerimos bem o desafio", completou.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG