Futebol

Regresso à competição em Espanha nas mãos das autoridades

Regresso à competição em Espanha nas mãos das autoridades

A Liga espanhola preparou o regresso das equipas aos treinos, contudo, estes e o reinício da competição estarão sempre dependentes das autoridades sanitárias do país.

"Qualquer decisão sobre voltar à competição estará sujeita às disposições adotadas pelas autoridades de saúde", assume a "LaLiga", em comunicado da sua comissão delegada, que pretende reatar o quanto antes as provas profissionais.

A nação está confinada e em alerta até pelo menos 26 de abril: tal como boa parte da economia não essencial, o futebol também está paralisado desde 12 de março.

No domingo, a Real Sociedad teve que abandonar o plano de regressar na terça-feira aos treinos individuais dos futebolistas dentro das suas instalações, depois de discutir a sua vontade com o Conselho Superior do Desporto (CSD), que reporta ao ministério do desporto.

Face à posição firme das autoridades, o clube basco assumiu que "os jogadores continuarão a trabalhar individualmente nas suas casas".

"O futebol não será retomado quando (o presidente da "LaLiga" Javier) Tebas o disser, ou quando eu disser, ou quando o presidente do CSD o disser, mas quando as autoridades de saúde o autorizarem", vincou José Manuel Rodriguez Uribes, ministro da Cultura e Desporto, em entrevista ao jornal El País na semana passada.

Apesar de o regresso aos treinos e posterior competição parecerem não estar para breve, a "LaLiga" já manifestou a intenção de concluir a época 2019-2020, quando faltam disputar 11 jornadas e o FC Barcelona lidera com 58 pontos, mais dois do que o Real Madrid.

"O protocolo para o regresso das equipas aos treinos foi estudado, revisto e aprovado. Este protocolo será transmitido e explicado a todos os clubes afiliados na próxima quinta-feira, e será disponibilizado ao Conselho Superior do Desporto e autoridades de saúde relevantes", afirmou a Liga.

A 7 abril, o presidente do organismo, Javier Tebas, disse em conferência de imprensa que os cenários em estudo previam a retoma das competições a 28 ou 29 de maio, 6 ou 7 de junho, ou no final do mesmo mês, 28 de junho.