Futebol

Renato Sanches: "Quando estive mal, ninguém do futebol quis ajudar-me"

Renato Sanches: "Quando estive mal, ninguém do futebol quis ajudar-me"

O médio do Lille recordou os tempos difíceis que viveu no Bayern Munique e considerou que não lhe tinha feito mal ficar mais um ano no Benfica.

A época de 2015/16 foi de sonho para Renato Sanches. Na altura com 18 anos, o médio foi promovido à equipa principal do Benfica, na qual jogou meia época, sagrou-se campeão nacional e fez ainda parte dos heróis de Paris, com a conquista do Europeu pela seleção nacional. A boa época chamou o interesse de colossos europeus e o médio acabou por se mudar para o Bayern Munique, a troco de 35 milhões de euros. Mas hoje, considera que não tinha feito mal se tivesse ficado pelo menos mais uma época nas águias.

"Quando joguei no Benfica concretizei o meu sonho. Depois aconteceu tudo muito rápido, saí do Benfica seis meses depois para o Bayern. As coisas não aconteceram como eu previa. E se calhar também havia muitas pessoas que pensavam que eu ia chegar ao Bayern e fazer o que fiz no Benfica. Se tivesse ficado no Benfica mais um ano não faria mal, de certeza, mas foi um momento: muitas pessoas dizem que foi um negócio ou pelo dinheiro, não foi. Sentia-me bem, estava a jogar muito bem, fiz um grande Euro, tive uma época muito boa no Benfica e sentia-me preparado. E fui", começou a dizer em entrevista ao canal 11.

No clube alemão, Renato Sanches, atualmente no Lille, passou três épocas difíceis. O médio não se conseguiu afirmar e viveu momentos complicados, que recordou em jeito de conselho para os jogadores mais jovens:

"Sigam os vossos sonhos, estejam sempre perto da vossa família e tenham pessoas que vos ensinem. Muitas pessoas é que metem coisas na cabeça dos jogadores, porque tens dinheiro e vão aproximar-se de ti, é normal. Mas tens os teus verdadeiros amigos, a verdadeira família e essas pessoas nunca vão deixar-te mal. Tens de te apoiar nessas pessoas. No meu caso, quando estive mal, não foi ninguém do mundo do futebol que me veio apoiar e me quis ajudar. Foram os meus amigos e a minha família", acrescentou.

O médio de 22 anos mudou-se esta época para o Lille, tendo disputado 40 jogos e marcado quatro golos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG