Hóquei em patins

Ricardo Ares promete um F. C. Porto "com ambição máxima" na nova época

Ricardo Ares promete um F. C. Porto "com ambição máxima" na nova época

O F. C. Porto pretende melhorar a sua produção em 2022/2023, na sequência das conquistas do campeonato nacional, da Taça de Portugal e da Taça Intercontinental de hóquei em patins, objetivou o treinador espanhol Ricardo Ares.

"Vamos procurar melhorar a parte física, o ataque, a defesa e tudo aquilo que temos feito até agora. Sabemos que somos o alvo a abater pelos adversários, mas temos de ser a equipa mais ambiciosa de todas, que quer ganhar todas as fases, sofrer menos golos e marcar mais. A ambição é máxima, como sempre", frisou o técnico, em declarações ao sítio oficial dos dragões na Internet.

Cerca de um mês e meio depois da conquista do 24.º título de campeão nacional, com uma vitória frente ao Benfica (3-2), na 'negra' da final do play-off, o F. C. Porto retomou os treinos no Dragão Arena, no Porto, a sensivelmente cinco semanas da estreia oficial em 2022/2023.

PUB

"Tivemos bons dias de férias para descansar e voltar ao trabalho com vontade e ambição máxima. Vamos trabalhar como sempre, querendo ser melhores todos os dias. Sabemos que o passado não conta para nada e estamos focados no presente para melhorarmos", reiterou Ricardo Ares, apontando à revalidação do cetro.

O F. C. Porto, cujos reforços são Diogo Barata (ex-Valongo) e o espanhol Roc Pujadas (ex-Noia), vai disputar a Supertaça frente ao Benfica, em 20 de setembro, em Barcelos, uma semana antes de defrontar o Sporting no arranque do campeonato nacional, em Lisboa.

"Os reforços foram muito bem acolhidos. Os jogadores estão todos cheios de vontade de começar uma época entusiasmante. Temos um plantel diferente, com nove atletas, que criará situações novas, já que todas as equipas precisam de ter novos objetivos no início de cada ano", admitiu Ricardo Ares, a caminho da segunda época nos azuis e brancos.

De 2021/2022 transitaram Tiago Rodrigues, Telmo Pinto, Rafa e Gonçalo Alves - artilheiro do clube, com 69 golos marcados, em 43 partidas -, os espanhóis Xavier Malián e Xavier Barroso, os argentinos Reinaldo García e Ezequiel Mena e o francês Carlo Di Benedetto, ao passo que Carlos Ramos regressou ao Valongo, a título de empréstimo, para 2022/2023.

Além da reconquista do campeonato, três anos depois, que o isolou no topo do quadro de vencedores da prova, o F. C. Porto logrou na última época a 18.ª Taça de Portugal e uma inédita Taça Intercontinental com triunfos sobre as águias e os leões, respetivamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG