Desporto

Ricardo Carvalho não voltará a vestir a camisola das 'quinas', diz Paulo Bento

Ricardo Carvalho não voltará a vestir a camisola das 'quinas', diz Paulo Bento

Paulo Bento lamentou, esta quinta-feira, em Chipre, o "virar de costas à selecção nacional, ao país e aos colegas" de Ricardo Carvalho. O seleccionador repudiou o abandono extemporâneo do estágio do defesa - "Alguém desertou!" -, para quem as portas da selecção "estão fechadas" enquanto se mantiver no cargo.

O seleccionador português admitiu que Ricardo Carvalho não iria ser titular no jogo de amanhã, frente ao Chipre, de qualificação para o Euro 2012, mas negou que essa opção técnica resultasse de qualquer tipo de desentendimento com o defesa central do Real Madrid.

"É um facto que ele não iria jogar de início e é um facto que dificilmente estaríamos preparados para uma situação destas. Mas, temos de continuar o nosso caminho. Eram 23 jogadores e passaram a ser 22 disponíveis para ajudar Portugal, jogando de início, como suplentes ou na bancada. Contamos com os jogadores que estão solidários e querem ajudar Portugal na melhor maneira possível, independentemente de serem opção ou não", afirmou Paulo Bento.

"O profissionalismo mede-se em todos os sítios onde trabalhos, quer seja nos clubes ou na selecção. Mas penso que deve haver um sentimento diferente quando se representa a selecção. Tivemos conhecimento que alguém tinha desertado: Ricardo Carvalho", acrescentou.

Paulo Bento negou um eventual desentendimento com Ricardo Carvalho, até porque nem sequer chegaram a conversar. "Pode haver desentendimento se as pessoas conversarem, mas não houve conversa nenhuma. Ricardo Carvalho trabalhou na segunda-feira à tarde, cumpriu os dois treinos na terça-feira e na quarta comentámos que se tinha treinado bem. Resolveu sair e foi à sua vida", disse.