Futebol

Romário Baró é a surpresa de Sérgio Conceição para a final da Taça

Romário Baró é a surpresa de Sérgio Conceição para a final da Taça

Este ano, não há piqueniques nem festa no Jamor. A covid-19 trocou as voltas ao mundo da bola, e não só, e obriga a um cenário inédito - mais um, depois da retoma da Liga - para a conclusão de uma prova.

A final da Taça de Portugal joga-se, assim, esta noite, no Estádio Cidade de Coimbra, algo que acontece pela primeira vez. Um palco inédito para um clássico que também será vivido de forma inédita, sem público nas bancadas, devido às regras sanitárias, que têm sido alvo de críticas dos dirigentes, que não entendem que outros espetáculos tenham público, embora de forma parcial.

Polémicas à parte, Benfica e F. C. Porto vão à luta, no derradeiro duelo da temporada, a 1 de agosto, quando deviam estar a realizar particulares tendo em vista o arranque da época 2020/21. Outros tempos...

O cartaz já se verificou em nove ocasiões e o saldo é amplamente favorável aos encarnados, que levaram a melhor em oito ocasiões! O F. C. Porto só por uma vez sorriu, na longínqua época de 1957/58, com um golo de Hernâni.

Entre as equipas, não são muitos os que já tiveram o prazer de erguer o troféu. No mais recente campeão nacional, apenas Pepe e Sérgio Oliveira têm o troféu no currículo. No Benfica, a lista é maior e alarga-se a André Almeida, Jardel, Grimaldo (falha o jogo, por lesão), Samaris, Cervi, Pizzi e Rafa. Todos os outros intervenientes procuram a primeira Taça para entrar na história.

Curiosamente, os treinadores Nélson Veríssimo e Sérgio Conceição estão na mesma situação, pois ambos venceram o troféu como jogadores mas nunca como técnicos. Veríssimo como jogador do V. Setúbal (numa final com o Benfica) e Conceição na pele de dragão.

Nos onzes desta noite, a novidade irá verificar-se entre os dragões, com Baró a ser chamado à titularidade para alinhar na vaga de Díaz, que não se encontra a cem por cento. Baró não é titular desde janeiro (vitória, 2-1, com o Gil Vicente) mas, na primeira volta da Liga, na Luz, fez parte do onze inicial e foi um dos heróis na vitória (0-2) sobre o rival.

Trânsito limitado e esplanadas fechadas

A Câmara de Coimbra fecha, a partir das 15 horas, as esplanadas instaladas no perímetro de segurança junto ao estádio. De acordo com o edital do presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, as esplanadas manter-se-ão sem funcionar "até à dissolução do perímetro de segurança".

O despacho estabelece ainda restrições à circulação automóvel e interdita mesmo a circulação pedonal numa área contigua ao estádio.

Outras Notícias