Desporto

Ronaldo admite "mau momento" do Real Madrid e apoia Mourinho

Ronaldo admite "mau momento" do Real Madrid e apoia Mourinho

O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo admitiu esta quarta-feira que o Real Madrid atravessa "um mau momento" e apoiou José Mourinho no "caso Casillas", explicando que as decisões do treinador são para respeitar.

O jogador português falou em conferência de imprensa, depois de Casillas também o ter feito, e prometeu a recuperação da equipa em 2013, desvalorizando eventuais tensões no clube, que se encontra a 16 pontos do líder FC Barcelona.

"É difícil quando uma equipa de topo como o Real Madrid, habituada a ganhar, não se encontra ao seu melhor nível. É normal que as pessoas fiquem mais tensas", referiu Ronaldo, admitindo ser um "mau momento", mas que "será um bom ano".

A especulação do mal-estar no clube começou pouco antes do natal, quando o técnico português deixou no banco o capitão Iker Casillas no encontro em que os "merengues" saíram derrotados em casa do Málaga (3-2).

Mourinho insistiu que a decisão se baseou em aspetos técnicos e esta quarta-feira Cristiano Ronaldo "defendeu" o técnico.

"Quem decide é o treinador. E todos nós temos que respeitar as suas decisões", disse o avançado.

Já esta quarta-feira o guarda-redes internacional espanhol revelou que espera recuperar a titularidade para o jogo de domingo no Santiago Bernabéu com a Real Sociedad, da 18.ª jornada da Liga espanhola de futebol.

O futebolista recusou ainda, na conferência de imprensa, falar se renovará o contrato que o liga ao Real até 2015, e voltou a falar da Bola de Ouro, cujo vencedor será conhecido na próxima segunda-feira e na qual concorre com Messi e Iniesta.

"Falo verdade quando digo que gostaria de ganhar a Bola de Ouro, mas se não a ganhar está tudo bem. Na última temporada ganhámos a Liga e a Supertaça de Espanha, mas se não a ganhar tudo bem", explicou o português.