Sporting

Rúben Amorim: "Estamos longe do nosso melhor, mas com mais jogos vamos melhorando"

Rúben Amorim: "Estamos longe do nosso melhor, mas com mais jogos vamos melhorando"

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, gostou da prestação da equipa, apesar de ter estado por duas vezes em vantagem, no empate frente ao V. Guimarães, esta quinta-feira, em jogo da 25.ª jornada da Liga, que estava suspensa desde março.

"Foi um bom jogo, um pouco estranho porque partiu-se cedo. O Sporting chegou à vantagem, na altura não merecia, mas ajudou-nos a assentar o nosso jogo, a partir daí equilibrámos, soubemos explorar o espaço, os jogadores começaram a ficar com a bola e a empurrar o Guimarães para a zona defensiva deles, depois sofremos o golo, que acontece quando queremos arriscar na construção e com a falta de jogos isso pode acontecer e já aconteceu em mais jogos. Voltámos a marcar numa boa jogada, estávamos muito bem na segunda parte e num remate que, suponho, ia para fora, sobrou para um jogador do Vitória que fez o 2-2", analisou o treinador leonino, acrescentando: "Depois continuámos a jogar com mais um, tentamos manter a nossa identidade, mas não deu. Foi um bom jogo, estamos longe do nosso melhor e o Vitória está longe do melhor deles, mas com mais jogos vamos melhorando".

As estreias de Matheus Nunes e Eduardo Quaresma também foram avaliadas por Rúben Amorim. "Estiveram muito bem. É um jogo difícil para eles entrarem, por tudo e por serem estreias. Penso que o Matheus sentiu um pouco mais porque jogava contra três jogadores no meio e é preciso estaleca para começar e ele vai ganhando aos poucos. O Quaresma sentiu-se mais tranquilo, mais na casa dele, pois conhece bem a posição de defesa direito e central e sentiu-se muito bem como central do lado direito, fez um excelente jogo, mas estou contente com todos da equipa, deram o máximo e, portanto, agora é continuar", frisou.

"O foco é no jogo seguinte, durante a semana vamos vendo os jogadores e os sinais, depois houve lesões que se calhar não contávamos. Escolhi os melhores para este jogo. O Matheus Oliveira tem estado bem nos treinos, conhecia a casa e podia ser importante. É uma mensagem para perceber que com trabalho tudo é possível. No Sporting quero toda a gente acreditar", referiu o treinador sobre a chamada do jogador para o banco de suplentes.

A falta de público nas bancadas, num estádio tradicionalmente difícil para as equipas adversárias devido ao apoio da massa associativa vimaranense. "Sem dúvida que os adeptos tornariam o espectáculo diferente. Ainda vamos a tempo, como tem sido a ideia do Governo de adaptar estas decisões consoante os resultados que se tem, os adeptos têm de voltar, mas em segurança. Acho que há maneira de colocar adeptos e vai melhorar o jogo em si", considerou Rúben Amorim.

"O jogo foi bom, se calhar houve muitas oportunidades por isso mesmo, foi um jogo muito partido, mas foi um excelente jogo. As pessoas devem estar felizes, não muito felizes os sportinguista porque não ganhámos, mas vamos construindo. Gostei da minha equipa, gostei do V. Guimarães que é uma excelente equipa com grandes valores, mas a ideia começa a estar lá e isso é o mais importante", sintetizou o técnico dos leões.

"Todas as equipas vão melhor, é importante trazermos o público para voltarmos à normalidade e vamos ter 10 jogos e daqui a cinco jornadas vamos estar mais no ponto. Vão ser 10 jornadas um pouco atípicas", finalizou.