O Jogo ao Vivo

Sporting

Rúben Amorim: "Ganhámos, mas não jogámos como equipa grande"

Rúben Amorim: "Ganhámos, mas não jogámos como equipa grande"

O treinador do Sporting salientou o "grande coração" demonstrado pela equipa na reviravolta frente ao Gil Vicente. O treinador dos minhotos, Rui Almeida, não escondeu a desilusão pela derrota em Alvalade.

Tiago Tomás e Sporar foram lançados por Rúben Amorim já na segunda parte e foram essenciais para os leões darem a volta ao resultado.

"Não pedi nada de especial [aos jogadores que entraram]. Ao Sporar pedi para ser um homem de área e ao Tiago Tomás para dar velocidade, para criar outro tipo de movimentos e características para confundir a defesa contrária. Eles entram e dão tudo o que têm. O trabalho de quem entra é para melhorar", referiu Rúben Amorim, que apesar de garantir que o Sporting foi quem mais fez para ganhar, não ficou muito convencido com a exibição.

"Somos uma equipa que acredita até ao fim. Estrelinha de campeão? Não. Tentámos, não da melhor forma, mas o jogo só acaba aos 90 minutos. Tentámos, volto a dizer, fomos sempre a equipa que mais quis ganhar. O Gil também joga, encaixou no nosso jogo e fizeram pressão, deixando a nossa equipa intranquila. Estávamos um pouco desinspirados hoje. Ganhámos como equipa grande, mas não jogámos como equipa grande hoje", defendeu.

Já o técnico do Gil Vicente, Rui Almeida, não escondeu a frustração por perder um jogo depois de estar em vantagem até ao minuto 82.

"Desiludido estou, naturalmente. Acreditava sim [na vitória], mesmo antes do jogo. Quando está quase a terminar, ainda mais. O Sporting teve mais posse de bola, mais ataques, mas não criou grandes ocasiões. Nós também não conseguimos ligar muito o jogo, mérito do Sporting. Acima de tudo, a ideia que ficou foi a de que controlámos o espaço. O Sporting não conseguiu desequilibrar", lembrou o treinador dos minhotos.

PUB

Outras Notícias