Sporting

Ruben Amorim: "Não estava a contar perder Matheus Nunes"

Ruben Amorim: "Não estava a contar perder Matheus Nunes"

Na antevisão ao primeiro jogo após a saída de Matheus Nunes para o Wolverhampton, Ruben Amorim diz-se insatisfeito por perder o médio, mas está confiante em arranjar uma solução interna, para o clássico, com o F. C. Porto (sábado, 20.30 horas). Paulinho não vai a jogo.

"Foi uma semana estranha e diferente, pelos motivos que se sabem [saída de Matheus Nunes], mas já nos reorganizamos e preparámos o jogo da melhor maneira. Eu adoro aquele miúdo e só quero que seja feliz, seja onde for", começou por explicar o técnico.

Apesar de saber que seria uma possibilidade, Amorim não contava perder Matheus, mas está confiante de que tem jogadores capazes de colmatar a ausência do internacional português. Paulinho também não vai a jogo e Marcus Edwards deverá ser o atacante a jogar mais pelo meio.

PUB

"Obviamente que estou insatisfeito por perder um jogador como Matheus, estranho era se não estivesse. Vai fazer muita falta e não estava a contar perdê-lo. É difícil contratar nesta altura por isso conto com os que cá estão. Tentamos manter o Matheus, vendendo jogadores que não eram tão fulcrais. A Direção queria vendê-lo e perante esta proposta aliciante tomaram decisões, mediante a importância deste valor para o clube", referiu.

O treinador leonino disse ainda que não foi incoerente, quando foi recordado de ter dito que a venda de Tabata seria para segurar Matheus Nunes. "Vendemos o Tabata porque o Matheus Nunes não quis sair na altura. Disse que o Tabata era importante mas, não podendo ficar com todos, teve de ser. De certeza que a incoerência não é do lado do treinador", disse.

Ruben Amorim deixou ainda rasgados elogios ao F. C. Porto e a Sérgio Conceição, mas salientou que não vai "ajudar" revelando quem será o médio escolhido para o onze inicial, do jogo da terceira jornada da Liga, no Estádio do Dragão.

"Não vou ajudar o mister Conceição, revelando quem joga no lugar de Matheus. O Pote pode jogar lá, assim como o Morita ou o Mateus Fernandes. Temos uma ideia, mas quem jogar está preparado. Em relação à azia, o mister Conceição está sempre mais aziado que eu, independentemente de ganhar títulos, é uma questão de personalidade. Goste-se ou não, o F. C. Porto tem um grande treinador", acredita, tendo depois enumerado os pontos fortes dos dragões.

"Estivemos atentos aos pontos fortes do F. C. Porto, que são muitos. É uma equipa que está a fazer golos, não os sofre, é muito competente em todos os momentos do jogo e é perigoso nas bolas paradas. Sabemos da importância deste jogo, uma vez que já tivemos um empate".

Ainda sobre o plantel para 2022/23, o treinador revelou que Jovane Cabral fará parte da equipa principal, e que vai assinar um novo vínculo, uma vez que o atual termina no final da temporada e Amorim não gosta de trabalhar com atletas em final de contrato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG