Sporting

Rúben Amorim:"Temos de fazer mais golos mas também andamos a sofrer menos"

Rúben Amorim:"Temos de fazer mais golos mas também andamos a sofrer menos"

Nas declarações após o Sporting-Marítimo, o treinador leonino admitiu que a equipa tem de aumentar os níveis de eficácia, mas salientou a evolução defensiva. Amorim desvalorizou a "estrelinha" e realçou o domínio verde e branco.

"Temos de fazer mais golos, mas também andamos a sofrer menos. Temos de melhorar a finalização, é visível para todos. Mas gostaria de destacar o domínio de jogo. O ano passado tínhamos mais dificuldade em assentar o nosso jogo e melhorámos nesse aspeto. Vamos treinar, melhorar e os golos acabarão por surgir", começou o técnico dos leões.

Para Rúben Amorim, o golo veio coroar uma partida de sentido único onde "houve uma equipa que quis jogar e outra que não quis". "As pessoas olham para vitórias por 1-0 de penálti, eu olho para o domínio de jogo, sem dar hipótese ao adversário e a controlar do início ao fim. A nós este resultado dá-nos força, mas claro que para os adeptos é escasso, porque querem mais golos e vão tê-los. Esta vitória não teve a ver com estrelinha, teve a ver com trabalho da equipa e o domínio completo do jogo. O futebol hoje foi justo, porque houve uma equipa que quis jogar e outra que não quis", defendeu.

À medida que o tempo foi passando, os jogadores do Sporting acusaram o stress do empate, mas o treinador leonino acha que o desfecho foi justo. "Os adeptos do Sporting souberam entender que a equipa estava a dar o máximo e a equipa teve um comportamento muito bom. Dominámos do princípio ao fim, podíamos ter sido mais incisivos, mas fomos muito controladores e não demos chances ao Marítimo, num jogo com muitas paragens. Na segunda parte, o stress começou a crescer, os jogadores que entraram melhoraram a equipa e acho que acaba por ser um resultado justo", concluiu o técnico.

O treinador do Marítimo, Julio Velazquez, destacou o "grande jogo" da equipa madeirense. "Fizemos um grande jogo em termos de atitude e organização. Fizemos um grande jogo, mas não podemos esquecer que jogámos contra o campeão. Estou muito orgulhoso dos meus jogadores. No jogo de hoje vejo coisas muito positivas e, por isso, estou orgulhoso pelo trabalho dos jogadores. A nível defensivo estivemos extraordinários e, ofensivamente, sabíamos que não íamos dominar em Alvalade. As pessoas falam como se fosse fácil tirar pontos a Sporting, Benfica e F.C. Porto, mas não é", defendeu Velazquez.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG