Futebol

Rui Patrício "orgulhoso" por bater recorde de Baía, mas só pensa em vencer a Holanda

Rui Patrício "orgulhoso" por bater recorde de Baía, mas só pensa em vencer a Holanda

Rui Patrício, que no domingo se deverá tornar no guarda-redes mais internacional de sempre por Portugal, afirmou este sábado que é um "orgulho" alcançar tal estatuto, mas mais importante é vencer a Holanda, na final da Liga das Nações.

"É um motivo de orgulho chegar a um número tão alto. Representar o meu país foi um objetivo que eu tinha desde pequeno. Todos os dias trabalho para cá estar e felizmente consegui chegar a um número muito bom. Mas o mais importante é continuar a trabalhar da mesma forma e continuar a dar o meu contributo à seleção", afirmou Rui Patrício.

Patrício, que frente à Holanda deverá somar a sua 81.ª internacionalização, ultrapassando Vítor Baia, garantiu que a seleção portuguesa está preparada "para tudo" na final, incluindo um possível desempate por grandes penalidades, e que só pensa em levantar o troféu no final do encontro.

"Acho que vai ser um excelente jogo, frente a uma excelente seleção que é a Holanda, que tem jogadores muito fortes, evoluídos tecnicamente e taticamente. Jogar em casa é um final perfeito. Temos a oportunidade de ganhar um título em casa e vamos fazer tudo. Esse é o nosso objetivo", disse.

O Portugal-Holanda está agendado para domingo, às 19.45 horas, no Estádio do Dragão.