Futebol

Rui Vitória diz que uso de software para análise desportiva é o futuro

Rui Vitória diz que uso de software para análise desportiva é o futuro

O treinador do Vitória de Guimarães, Rui Vitória, considera que o futuro do futebol passa por integrar no trabalho as ferramentas informáticas, nomeadamente um software português que permite sistematizar informação e aceder-lhe com muita rapidez.

Lançado em janeiro deste ano pela Digisource, o Videobserver é uma plataforma que reúne um conjunto de ferramentas de observação e análise desportiva, permitindo a geração de relatórios personalizáveis para cada situação, seja para a preparação de um jogo ou para a observação individual de jogadores, explicou à agência Lusa André Rocha, um dos sócios fundadores da empresa, juntamente com José Reffoios e Rui Pires.

"A informação registada é armazenada e processada num sistema central que gera automaticamente relatórios dinâmicos de jogo, fichas de jogadores ou fichas de scouting. Possibilita ainda a criação e edição de vídeo on-line de forma rápida e simples, assim como a rápida partilha de informação com os jogadores ou restantes equipas técnicas" e que pode ser acedida em qualquer PC, smartphone ou tablet, explicou.

Em finais de janeiro, o projeto foi apresentado ao treinador do Vitória de Guimarães e, pouco tempo depois, passou a ser uma importante ferramenta de trabalho para a equipa técnica liderada por Rui Vitória.

Para a recente final da Taça de Portugal, foi usada para observar "vários aspetos de diferentes jogos", o que permitiu ao treinador ficar a "conhecer o Benfica mais recente".

André Rocha exemplifica: "se o Rui Vitória quisesse saber das últimas transições do Benfica ou os últimos 10 remates de um determinado jogador, rapidamente podia ter essa informação disponível - e em vídeo".

"Fomos pioneiros nesta relação com o Videobserver e julgo que o futuro passa muito por aqui. Nós sempre tivemos esta abordagem, mas fazíamos com os nossos meios, de forma mais arcaica e perdíamos mais tempo", disse o técnico à Lusa.

Rui Vitória explica que o software "sistematiza toda a informação" da própria equipa e do adversário: "é uma nova forma de trabalhar", resume.

A "grande rapidez" com que se acede à informação, e "de forma mais prática e operacional", é também elogiada pelo treinador.

"Ganha-se tempo e pode moldar-se muito à nossa forma de ler o jogo e trabalhar", explicou.

O Videobserver está disponível para várias modalidades, incluindo futsal, andebol (a seleção nacional já o utiliza), futebol e basquetebol (Benfica).

O objetivo passa por "chegar ao treinador da distrital, massificar a informação", e a países como Angola, onde já operam, e Brasil.